header top bar

section content

Prefeito da região o desviando dinheiro público e a eleição dos filhos da terra estão na Faisqueira

Os moídos da políticos da região de Cajazeiras, na coluna Faísqueira

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

13/10/2018 às 11h05

Deu uma pena danada   Os três deputados eleitos de Cajazeiras, Jeová, Dra. Paula e Júnior Araujo, prestaram entrevista coletiva à imprensa e um acusou o outro de terem gastado fortunas para se elegerem, mas os três afirmaram que tinham feito uma campanha muito pobre. Teve gente que ao ouvir sentiu até vontade de chorar e de dá uma esmola.

Boi com cerveja  O deputado Jeová Campos, na coletiva, falou que em Cachoeira dos Índios transformaram a eleição em uma “caxaçada: pois prometeram, em palanque, que se Júnior Araújo fosse o mais votado ia ter comemoração, com uma banda, mais mil caixas de cerveja e dez bois para a festa da vitória”. Segundo ele isto poderia dar problema na justiça, mas que não ia denunciar. A festa foi realizada, ou foi propaganda enganosa?

Festeiro  Enquanto Jeová falava da festa de Júnior em Cachoeira dos Índios, em São José de Piranhas, na noite da segunda-feira e em Cajazeiras, na terça-feira, duas grandiosas festas foram realizadas com uma banda da Bahia. Duas festas de arromba patrocinadas pelos amigos, a exemplo do que ocorreu em Cachoeira dos Índios pelos amigos de Júnior. Jeová, quando não tem festa, ele inventa uma e cai na folia.

Quais os objetivos desta guerra?  O deputado Jeová Campos, em suas falas, disparou sua metralhadora pra todos os lados, mas principalmente pras bandas de Carlos Antonio. Os olheiros acham que ele já inicia esta guerra agora contra Carlos, para atingir Júnior Araújo, majoritário em Cajazeiras, que se for obedecido o critério de quem tem mais votos, tem direito a mais cargos, tem deixado Jeová e seus aliados de orelha em pé. Ricardo nunca obedeceu este critério. Será que João vai voltar as tempos de antanho?

Guerra declarada  O deputado Jeová Campos não tem escondido, em suas falas com os amigos e aliados, que não quer e nem aceita conversa nenhuma com Carlos Antonio, médico e ex-prefeito de Cajazeiras, além de derramar uma série de adjetivos contra o mesmo, impublicáveis. Esta guerra declarada tem um nome: cargos no estado e eleições de 2020.

Dinheiro ilícito   Jeová, depois de dizer que Carlos Antonio, tentou derrotá-lo e chamá-lo de cacique e ditador, desceu a macaca em Zé Aldemir, dizendo que ele teria utilizado “dinheiro ilícito” para eleger a sua esposa deputada estadual. Jeová teria pesquisas que indicavam ter muito mais do que os 7.554 votos tirados em Cajazeiras. Zé Aldemir vai levá-lo às barras dos tribunais para que ele prove qual o dinheiro ilícito utilizado na campanha de Dra. Paula.

Nos bastidores  Muito embora, Jeová Campos, tenha soltado também os cachorros pra bandas de Zé Aldemir, existe um zunzum nos bastidores que os dois poderão está no mesmo palanque nas eleições de 2020. Jeová indicaria o vice de Zé Aldemir, que poderá ser Marcos Barros ou seu filho Victor.

Quebrar o espinhaço  O médico Carlos Antonio, durante as comemorações da vitória de Júnior Araújo, eleito deputado estadual, avisou que ia ser candidato a prefeito de Cajazeiras e que ia dar uma “surra de quebrar o espinhaço do prefeito braço de radiola”.

Botar pra fora a Corja  Por outro lado, o médico Carlos Filho, aproveitou o calor dos discursos e sapecou: “vamos tirar esta corja da prefeitura”. Carlos Filho estaria sendo “preparado”para os futuros embates eleitorais em Cajazeiras e poderá ser o “plano b” do grupo das oposições para as eleições municipais de 2020. Vem chumbo grosso por aí.

Recuperação  Diz-se que um político só é considerado morto depois da missa de sétimo dia. Carlos Antonio, no dia da eleição para prefeito, em 2016, foi aconselhado pela Policia Militar, a não descer do veículo, em uma visita que fez a Vila do Distrito de Engenheiro Ávidos, tão acirrado estavam os ânimos dos eleitores que lhe faziam oposição, comandados pela família Lira. Nesta eleição deu a volta por cima e seu candidato a deputado estadual foi o mais votado naquele Distrito.

No xilindró  Comenta-se a boca miúda, que tem um prefeito, na Região do alto Piranhas, que o seu caminho e destino é a cadeia, tamanho são os desmandos e desvio do dinheiro do povo.

Novas esperanças  Dra. Paula, eleita deputada, e o prefeito Zé Aldemir deverão buscar o apoio do novo governador da Paraíba para as demandas do município de Cajazeiras, caso não consigam vão atrás de Bolsonaro, via Aguinaldo e Daniela Ribeiro.

Para assinar o Jornal Gazeta do Alto Piranhas ligue: (83) 3531-1535

Gazeta do Alto Piranhas

VÍDEO

Músico dá show no Acústico Diário e anuncia novo CD de trabalho; ele contou sobre o início da carreira

57 ANOS

VÍDEO: Prefeito prepara obras para serem entregues no dia da cidade em Santa Helena e convida população

MAIS UMA ESPECIALIDADE

VÍDEO: Clínica de Cajazeiras conta agora com médico especialista em doenças do intestino, reto e ânus

EPISÓDIO 14

VÍDEO: Coisas de Cajazeiras mostra trajetória do ex-prefeito Chico Rolim e fala de segurança no trabalho