header top bar

section content

VÍDEO: Em resposta a Bolsonaro, governador da Paraíba diz que o ‘Brasil hoje vive de tuitadas’

João Azevêdo voltou a comentar sobre as críticas que o presidente da República tem feito publicamente a ele e ao governador do Maranhão

Por Jocivan Pinheiro

05/08/2019 às 17h15 • atualizado em 05/08/2019 às 17h30

Durante visita à cidade de Sousa, no sertão do estado, o governador da Paraíba João Azevêdo (PSB) voltou a comentar as críticas que o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) tem feito publicamente a ele e ao governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB).

Desde que vazou um áudio em que Bolsonaro diz ao ministro da Casa Civil Onyx Lorenzoni que “daqueles governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão”, a relação entre o Governo Federal e os governadores de estados nordestinos, sobretudo os da Paraíba e do Maranhão, ficou ainda mais estremecida.

“O Brasil hoje vive de tuitadas e tuitadas. Isso para mim é extremamente preocupante, quando a gente precisaria estar vivendo com políticas sendo implementadas e anunciadas, e não esse tipo de mensagem”, disse João Azevêdo, que também respondeu às críticas ao Consórcio Nordeste.

“O consórcio formado pelos governadores do Nordeste está em busca, exatamente, de alternativas para o desenvolvimento da região, coisa que o Governo Federal não aponta com financiamento para a infraestrutura, não aponta com alternativas, então nós tempos que buscar”.

VEJA TAMBÉM: João Azevêdo entrega veículos ao DER para manutenção da malha rodoviária

Reunião dos governadores do Nordeste para criar consórcio (Foto: Camila Souza/GOVBA)

Retaliação de Bolsonaro

A conversa informal com o ministro Onyx Lorenzoni, onde o presidente se refere aos governantes da Paraíba e Maranhão, aconteceu no dia 19 do mês passado, antes do início de uma entrevista coletiva a correspondentes de veículos de imprensa estrangeiros durante café da manhã.

Após repercussão do áudio, Bolsonaro justificou que fez uma crítica aos respectivos governadores porque, segundo ele, vivem “esculhambando obras federais que não são deles, são do povo” e que “tentam o tempo todo, através da desinformação, manipular eleitores nordestinos”.

Redação DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

MAIS PREVENÇÃO

VÍDEO: Audiência na Câmara de Cajazeiras discute ampliação do teste do pezinho na rede pública de saúde

INOVAÇÃO

VÍDEO: Ótica Nova Real vai completar 51 anos de história na cidade de Sousa

GEROU POLÊMICA

VÍDEO: Padre de Cajazeiras não vê profanação em desfile da Mangueira que representou vários Cristos

APÓS CHUVAS

VÍDEO: Açudes e barreiros da região de Cajazeiras sangram e agricultores estão confiantes no inverno

Conteúdo Protegido!