header top bar

section content

NO CESURA LIVRE: Prefeito de Bom Jesus revela apoio a Zé Aldemir e fala de “Teatro da Oposição”

De acordo com Bayma, muitas pessoas que eram alcoólatras deixaram o álcool para se dedicar à banda de música da cidade

Por

22/08/2014 às 17h16 • atualizado em 22/02/2017 às 17h15

O entrevistado desta quinta-feira (21), do Programa Censura Livre foi o prefeito de Bom Jesus, o engenheiro Roberto Bayma. Na ocasião, o gestor afirmou que o seu candidato para deputado estadual é José Aldemir, pois o parlamentar ajudou muitas pessoas em Bom Jesus.

“Eu votei em Vituriano, trabalhava pra ele, mas, Vituriano não teve respeito por mim, disse que pra ser um bom administrador, não precisa ser engenheiro. Jamais irei apoiá-lo. Eu voto em José Aldemir, sou amigo de Jeová, mas José Aldemir ajudou muita gente em Bom Jesus e eu apóio ele”, esclareceu.

Prestígio
Bayma afirmou que no início da sua gestão, quando ele dizia que era prefeito de Bom Jesus ninguém conhecia a cidade, justamente pela falta de projetos e obras. “Pretendemos construir uma praça-academia entre outros projetos para a cidade ficar cada vez mais conhecida”, adiantou.

Boa notícia
De acordo com Bayma, muitas pessoas que eram alcoólatras deixaram o álcool para se dedicar à banda de música da cidade e mudaram de vida. “Qualificamos a autoestima da cidade”, salientou.

Teatro da oposição
O prefeito afirmou também que o ex-prefeito de Bom Jesus, Evandro Brito,vive falando mal dele para a população. “Ele parece um ator, chora para o povo ter pena dele, diz que Ricardo Coutinho não gosta de mim, faz drama para me sujar”, alfinetou.

O prefeito de Bom Jesus, Roberto Bayma foi entrevistado no Censura Livre

Dificuldades
Ao ser questionado sobre como assumiu a prefeitura e as contas de Bom Jesus, Roberto disse que o ex-prefeito Evandro Brito só pagou os salários da prefeitura em dias, mas deixou obras paradas. “Entretanto, tem funcionários em Bom Jesus com 11 meses de salário atrasado”, detonou.

O gestor afirmou que conseguiu tirar o município da inadimplência e já está recebendo verbas. “Já estamos com um planejamento para calçar diversas ruas em Bom Jesus, que trará muitos benefícios para a população, que vai custar RS 700 mil. Estou procurando valorizar a mão-de-obra da cidade”, disse.

Com relação ao pagamento dos funcionários de Bom Jesus, Roberto Bayma disse que continua tudo em dias.

Roberto Bayma afirmou que dos nove vereadores da cidade, cinco são a seu favor e quatro da oposição.

DIÁRIO DO SERTÃO

YOUTUBER DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Léo Abreu revela em quais profissões podemos encontrar psicopatas

ESPERANÇA NA POLÍTICA!

VÍDEO: Pastor evangélico fala sobre Bolsonaro: “Ele incorporou o que a sociedade acredita: a família”

ASSISTA!

Arquitetura, urbanismo e direitos humanos marcaram último episódio da temporada do Coisas de Cajazeiras

VÍDEO

Comemorando o dia dos Direitos Humanos, professor fala sobre os avanços da data no Diversidade em Foco