header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Aliado de RC em Sousa dá zero a secretária de Estado e culpa prefeito por falta de água

O político sousense não acredita na candidatura de Cássio e falou da sua cassação quando prefeito. Veja vídeo!

Por

24/10/2013 às 16h39

Em uma polêmica entrevista o Programa “Frente a Frente” da TV Diário do Sertão, apresentado pelo jornalista Jackson Queiroga, recebeu esta semana o ex-Prefeito de Sousa, ex-Deputado Estadual e Advogado Criminalista, João Estrela, considerado uma grande liderança oposicionista da cidade de Sousa.

Em quase duas horas de entrevista ele falou sobre diversos assuntos, incluindo vida pessoa, infância na zona rural em situação abaixo da linha de pobreza e ascensão política que o levou três vezes ao cargo de prefeito municipal e a Assembleia Legislativa do Estado.

De muito boa oratória e discurso aguçado na tentativa de posicionar sempre de forma politicamente correta, não conseguindo em todos os momentos, é bem verdade, João Estrela participou do quadro “Que nota você dá”, que tem formato polêmico, onde o convidado tem que se posicionar dando notas de dez ou zero a questões ou personalidades propostas.

Cassação
João Estrela teve seu mandato de Prefeito cassado em 2002, onde deu lugar a assunção do segundo colocado na eleição do ano 2000, o já falecido Salomão Gadelha. “Foi a única maneira de saber quem era verdadeiramente meu amigo”, disse em tom de desabafo, se referindo ao momento que se viu sem o cargo de prefeito da cidade.

“Ninguém é capaz de imaginar o que aconteceu em meu retorno à Sousa: gente virava a cara, não atendia telefonemas, não recebia mais visita e o pior, o que se diziam amigos e eram até nossos confidentes já estavam do lado oposto”, completou.

Sua maior alegria, segundo ele foi ver sua filha Johanna Dinah Estrela como vice-prefeita eleita nas eleições de 2008, para ele foi como um retorno, uma vitória. Johanna foi a primeira mulher a ocupar o cargo de prefeita, mesmo que de forma interina.

André Gadelha
Contundente e firme ele não titubeou ao dar nota zero ao atual prefeito de Sousa, alegando inércia nas ações administrativas e ausência governamental em questões populares. “Qual o programa, qual a atitude do Prefeito André Gadelha nesses dez meses que pode destacar?”, questionou, respondendo ele mesmo de forma negativa.

Indagado a respeito da constante falta de água em quase todo o município, Estrela disse que é algo inadmissível, pois o manancial que abastece Sousa ainda tem água, a CAGEPA faz a sua parte mais o DAESA, órgão municipal que distribui a água nas residências o faz de forma amadora e sem nenhum conhecimento técnico, sobretudo no que diz respeito ao racionamento. “Eles não sabem sequer fechar um registro de uma rua e abrir o de outra”, argumentou.

Outro ponto que incitou críticas de Estrela foi o concurso público municipal, recentemente anulado: “O dinheiro das inscrições foi depositado na conta da empresa e não na conta da Prefeitura como manda a lei e isso pode trazer seríssimos problemas para o prefeito atual”, revelou.

No seu “canhão” de críticas, sobrou também para o atual vice-prefeito e ex-secretário de saúde Doutor Zé Célio: “Ele está devendo a todos nós um esclarecimento sobre o motivo da saída dele da secretaria de saúde”.

Candidatura de Cássio
Mostrando ser mesmo aliado do Governador Ricardo Coutinho (PSDB), ele defendeu a união estabelecida em 2010 entre Ricardo e Cássio, onde Ricardo seria candidato a reeleição com o apoio do tucano que permaneceria no Senado Federal. “Ele está se saindo muito bem no Senado, é destaque nacional, por isso não vejo nenhum motivo para ele romper com Ricardo e se candidatar”, arrematou.

“Cássio manterá o compromisso”, disse ele reconhecendo que, em caso de confirmação da candidatura de Cássio, Ricardo teria sérias chances para conseguir se reeleger ou mesmo, esse fato facilitaria a vitória de outro candidato, uma terceira força na disputa do ano que vem.

Estela
Num momento de quase constrangimento, João Estrela deu nota zero para Estelizabel Bezerra (PSB) que é pré-candidata a Deputada Estadual, a quem já recebeu em sua casa. Ele reafirmou o seu apoio ao candidato Lindolfo Pires (DEM) e disse que mesmo tendo amigos em comum o seu voto e de seus correligionários não iria para Estela. Pelo visto as investidas da pré-candidata em Sousa inda não renderam bons frutos, nem mesmo tendo como cabo eleitoral a Secretaria de Administração do Estado, a sousense Livânia Farias.
“Anota zero vai par ao meu apoio a ela em Sousa”, confirmou o ex-prefeito.

João dá zero para João
De forma inusitada, João Estrela deu nota zero a possibilidade dele vir a se candidatar em 2016 ao cargo se prefeito de Sousa, ele afirmou que o partido tem muitos outros nomes que podem concorrer, chegando a citar o nome de sua filha Johanna, como uma das boas possibilidades. “Tem que saber a hora de entrar e de sair das coisas”, disse.

Segundo analistas, a oposição em Sousa anda necessitando de um líder que esteja diariamente na cidade, que possa somar mais e angariar votos para pleitos futuros, sendo João um possível nome que preencheria essa lacuna. “Já tive todas as oportunidades que devia ter na vida”, afirmou se escusando de ser o “salvador da pátria” dos oposicionistas na cidade sorriso.

“Já tive trêsoportunidades e venci todas elas, não pretendo ser candidato em 2016, mais continuo fazendo política por que gosto da política”, finalizou.

Porém, para os que acham que ele tenha “pendurado as chuteiras” ele deixou um recado: “Tenho 62 anos mais ainda vou dar trabalho a muita gente”, concluiu.

Assista na íntegra

DIÁRIO DO SERTÃO em Sousa

Tags:
ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Diversidade em Foco com professor de Português destaca as variações da nossa língua

HERANÇA ARTÍSTICA

VÍDEO: Filho de grande nome da música brasileira agita a Festa do Brega no Cajazeiras Tênis Clube

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO E FOTOS: Posse da nova diretoria da API é marcada por repentes, lançamento de livro e emoção

DUPLA CERIMÔNIA

VÍDEO: OAB lança em Cajazeiras as chapas para as eleições da Seccional Paraíba e da Subseção local