header top bar

section content

O circo pega fogo na Faisqueira

Os moídos da política sertaneja na coluna semana do Gazeta

Por

03/01/2009 às 22h21

Indefinição
Será que Jeová Campos (PT) será mesmo candidato a deputado federal? Caso Wilson Santiago (PMDB) não seja candidato a senador terá que concorrer a reeleição para a Câmara Federal. Aí tudo se transforma num verdadeiro angu de caroço. Jeová volta a ser candidato a deputado estadual e vai disputar os votos de Cajazeiras com Vituriano de Abreu e José Aldemir. Pense numa briga bacana.

Indefinição 2
Corre como um rastilho de pólvora em todos os recantos da cidade, que se Jeová Campos for mesmo candidato a deputado federal e Vituriano de Abreu (PSC) não o apoiar em Cajazeiras o mesmo fará uma dobradinha com José Aldemir (DEM), com a benção de “São” Carlos Antonio (DEM). No bojo do acordo a união dos três para retomar a prefeitura municipal de Cajazeiras, em 2012. Não tenham dúvidas que conversas, pra lá de uma dúzia, entre os três, já foram realizadas. Podes crer!

Indefinição 3
O pequeno nó para ser desatado neste acordo é em torno do candidato a governador. As “negociações” convergem para um palanque nas eleições proporcionais e dois na majoritária e pelo andar da carruagem esta hipótese, segundo os “entendidos”, é a mais provável a ser definida. Em política alguém já viu até boi voar e tartaruga andar de ré.

Dono dos votos
A maior resistência do médico Antonio Vituriano de Abreu em fazer uma dobradinha com Jeová Campos, em Cajazeiras, é a de que, segundo ele, o apoio de Jeová à sua candidatura pouco acrescentaria porque ele já é detentor dos votos conquistados ao longo de sua militância política e os do filho, Léo Abreu, prefeito de Cajazeiras.

Dono dos votos 2
Os correligionários de Jeová não se sentiram a vontade quando tomaram conhecimento desta possível declaração de Vituriano e detonaram: Vituriano esquece que já teve eleição para deputado, vereador e até senador (caso Wilson Braga e Efraim Morais) que a vitória conquistada foi por uma diferença mínima de votos e “desprezar” o apoio de Jeová é muita “petulância” e até um pouco soberba.

Engano
Algumas pessoas têm a mais absoluta certeza que a festa de aniversário de Jeová Campos, que será realizada neste dia dois de janeiro de 2010, teria uma substanciosa ajuda do prefeito Léo Abreu, mas os amigos de Jeová afirmam categoricamente, que a “muda” não ajudou com um palito de fósforo e nem sequer procurou o prefeito neste sentido. Uma pessoa teria ouvido a seguinte declaração do deputado: “faço questão de não existir participação nenhuma de Léo nesta festa”. Tudo leva crer que a briga é muito maior do que nós pobres mortais imaginamos.

Engano 2
A mesma pessoa que teria ouvido a declaração de Jeová sobre o não apoio para a festa, teria ouvido uma fala mais contundente ainda: “lhe digo com toda franqueza eu estou torcendo para que esta dobradinha entre eu e Vituriano não aconteça”. É de botar fé mesmo: a briga é maior ainda do que imaginamos. Ninguém sabe como o governador Maranhão vai resolver esta questão, que dependendo dos desdobramentos, poderá, em muito, lhe prejudicar, principalmente em Cajazeiras.

Consumação do fato
Deu leão na cabeça. É como costumam gritar os cambistas quando informam sobre o resultado do jogo do bicho. O “esturro” do médico Antonio Vituriano de Abreu durante a reunião com ele, o governador José Maranhão, Léo Abreu e o deputado Jeová, no último dia 30, na manhã, no Palácio da Redenção, ecoou com intensa sonoridade na cidade de Cajazeiras.

Consumação do fato 2
O que muitos já esperavam: rompimento entre Vituriano e Jeová. Não vai dar dobradinha entre os dois: um querendo ser deputado estadual e o outro federal, trabalhando um para o outro. Nessa “lasqueira” toda Jeová, só pra chafurdar ainda mais o coreto deverá se lançar candidato a deputado estadual e poderá fazer um rombo entre os eleitores de Vituriano

Consumação do fato 3
O médico Carlos Antonio, que a tudo assistia de camarote, já deve, a esta altura dos acontecimentos, pagando uma promessa que teria feito, para que este rompimento acontecesse. Era tudo o que ele queria: o esfacelamento do grupo que o derrotou nas eleições para a prefeitura de Cajazeiras.

Consumação do fato 4

O prefeito Léo Abreu ainda aposta numa reaproximação e coalizão deste grupo que o elegeu. Ele sabe das conseqüências e dos prejuízos que esta briga entre Jeová e Vituriano podem lhe causar no seu projeto de retornar a prefeitura no ano de 2012. Por falar em tempo dos quatro anos do mandato de Dr. Léo, um já se foi. Agora restam apenas três. O tempo voa e é implacável.

Do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Tags:

Recomendado para você pelo google

ESPECIAL DE PÁSCOA

VÍDEO: TVDS exibe programa ‘Mensagem de Fé com Frei João Batista’ em especial de Semana Santa

FÉ E DEVOÇÃO

Sexta-feira Santa em Cajazeiras é marcada por várias celebrações religiosas e grande número de fiéis

SAÚDE

VÍDEO: Xeque Mate fala sobre a obesidade e médica endocrinologista tira dúvidas sobre a doença; Veja!

SEMANA SANTA PARA OS EVANGÉLICOS

VÍDEO: Pastor fala sobre significado da Páscoa para os protestantes: “É o sacrifício e a libertação”