header top bar

section content

Deputado Wilson Santiago

Os acordos, os apoios e a candidatura ao Senado em destaque

Por

24/11/2009 às 06h36

O Deputado Federal Wilson Santiago prestou entrevista ao portal “Diário do Sertão”, destacando o seu projeto político para as eleições 2010, a possível candidatura de seu filho (Wilson Santiago Filho) para Deputado Estadual, a sua aliança com o Deputado Estadual Jeová Campos. Ele também comenta sobre o apoio do prefeito cajazeirense Léo Abreu, para a candidatura do governador José Maranhão a governo do estado, os seus serviços prestados à Cajazeiras, e o seu projeto que recentemente foi aprovado, com relação à BR-434 que liga Uiraúna à Poço Dantas, que tem como objetivo torná-la uma rodovia federal.

Diário do Sertão: Deputado, qual o seu projeto político para as eleições de 2010?

Wilson Santiago: Todos sabem que qualquer eleição majoritária independe exclusivamente de qualquer pretendente, pois ninguém é candidato de si mesmo, e só tem condições de ser candidato quem tiver o apoio da grande maioria da população especificamente aqui do sertão paraibano. Todos nós sabemos da importância do sertão para a economia e política paraibana. Ninguém de qualquer região do estado conseguiu chegar ao Palácio da Redenção e muito menos ao Senado Federal sem contar com o apoio do sertão, e é por esta razão que o sertão está exigindo um representante lá no Congresso Nacional e desta vez no Senado Federal. O que eu quero na verdade durante todo esse tempo é trabalhar e defender os interesses da nossa região e da Paraíba, e se o estado achar que como deputado federal nós fizemos aquilo que foi possível, e no Senado Federal o que tem mais amplitude e mais abrangência, teremos condições de fazer muito mais, e se sugerirem e apoiarem o nosso nome, nós aceitaremos o desafio, mas até início do ano que vem, teremos que concluir os projetos que estão em andamento e os que serão iniciados, para inaugurarmos as obras, prestarmos conta à população, para que em 2010 possamos sentar à mesa, não só do meu partido (PMDB), como tantos partidos aliados, para escolhermos e montarmos uma chapa que represente os desejos da população. E se o povo entender que o nosso nome deverá compor esta chapa para recuperarmos o sertão, para de fato fazermos com que esta região se faça presente em todas as decisões, políticas, econômicas ou administrativas do estado, nós incluiremos nosso nome e enfrentaremos o desafio. Porém, entendo que só deveremos tratar desta decisão e desta campanha em 2010, porque até lá teremos muitas ações e compromissos a serem concretizadas para serem entregues à população paraibana.

Diário do Sertão: Deputado especula-se que o seu filho poderá ser candidato à Deputado Federal nas eleições de 2010. Como o senhor se posiciona a respeito deste questionamento?

Wilson Santiago: A questão da candidatura de Wilson Santiago Filho à Deputado Federal é que existe uma cobrança por grande parte de companheiros da Paraíba. Vocês sabem que hoje nós trabalhamos como base eleitoral em 90 municípios paraibanos, dos quais 62 são prefeitos, e muitos cobram que se eu for candidato ao Senado, devo deixar alguém substituindo a minha base eleitoral em algumas das cidades do estado, não em todos, pois uma grande parte destes municípios deverá ser excedida, para contemplar alguns dos companheiros em outras regiões e em alguns destes municípios.

Diário do Sertão: Deputado, como ficará a sua aliança com o Deputado Estadual Jeová Campos?

Wilson Santiago: Se o meu filho (Wilson Santiago Filho) for candidato a Deputado Federal, Jeová também será um dos nomes apoiados por mim, ou seja, apoiaremos os dois, para que através deles tenhamos condições de representar melhor o sertão, a fim de defender os interesses da população na Câmara e no Congresso Nacional. Com a experiência de Jeová, a juventude de Wilson Santiago Filho e o desejo que todos têm de fazer o melhor pelo sertão e pela Paraíba, com certeza eles irão fazer tudo o que este estado espera dos seus verdadeiros representantes.

Diário do Sertão: Deputado, como o senhor se posiciona a respeito das especulações de um possível acordo que o senhor teria feito com o Deputado Federal Wellington Roberto?

Wilson Santiago:
Wellington é nosso companheiro e trabalhamos em conjunto lá no Congresso Nacional, e graças a Deus temos uma boa ligação política e um bom relacionamento político, e se for possível que eu mantenha um acordo com o Deputado Federal Wellington Roberto, será muito importante não só para mim, mas também para ele. Toda a Paraíba sabe que tanto eu como ele temos trabalhado muito em todos os municípios que representamos, e se juntarmos as nossas lideranças políticas com as lideranças de Wellington, resultará em mais da metade só de prefeitos do estado, e por isso na verdade será uma grande força política. Nós temos um bom relacionamento, e nos entendemos muito bem, pois a política é a arte de conversar e de se relacionar. Dessa forma, se você não tem condições de conversar, não tem condições de ser político, porque é através de uma conversa, de um esclarecimento, ou de uma intenção de querer fazer alguma coisa, que é importante conversar em conjunto para realizar os objetivos. Por isso que o nosso relacionamento é muito positivo e eu tenho certeza que nós estaremos juntos na chapa de 2010, porém não sei se será na chapa integral, não sei se votando entre si ou em todos os candidatos.

Diário do Sertão: O que o senhor acha das críticas que as pessoas vêm fazendo a seu respeito, de que o senhor não tem serviços prestados à cidade de Cajazeiras?

Wilson Santiago:
Pouca gente levou mais verbas à Cajazeiras do que eu, como por exemplo, a restauração de todas as rodovias federais que ligam Cajazeiras ao Ceará e à João Pessoa, a conquista de recursos para instalar o curso de Medicina na UFCG, a ampliação do CEFET, e aprovação recente de recursos para instalar centros tecnológicos a fim de preparar os jovens para uma profissão, o aeroporto de Cajazeiras que nós cobramos tanto junto ao governador e ao lado de outras lideranças cajazeirenses. Então fizemos bastante por esta cidade, agora quem prometeu muito, cumpriu pouco, isso é que é a grande verdade. Agora vamos esperar pelo futuro e a própria população, que testemunhará quem fez e quem fará muito mais por Cajazeiras.

Diário do Sertão: O senhor acredita no apoio do prefeito Léo Abreu, bem como de seu pai, Antonio Vituriano de Abreu para o candidato a governo do estado, o governador José Maranhão?

Wilson Santiago: Léo tem um grupo de amigos e companheiros que integralizam a sua administração e contribuíram para a sua vitória e que vêm trabalhando juntos para cumprir o que prometeram à população de Cajazeiras. Iremos fazer de tudo para que na verdade ele realize a administração que os cajazeirenses esperam. Nós sabemos que apesar de Vituriano ter deixado o PMDB, ele seguirá a orientação partidária do filho, que é prefeito de Cajazeiras, então eu não tenho nenhuma dúvida dessa composição política, bem como da participação dos dois nessa eleição da chapa majoritária do governador Maranhão no pleito de 2010, que com certeza será vitoriosa, para que a Paraíba na verdade tenha continuidade de um projeto administrativo que interesse a todos os paraibanos. Todos nós sabemos que a desorganização e a falta de controle da máquina pública, de investimentos na saúde, educação e em todos os setores, especificamente no social, tem causado esse desequilíbrio e esses índices de pobreza que Cajazeiras e região possuem nos dias atuais. Então com essa centralização das ações, com a contribuição que todos nós temos a oferecer à terra do Padre Rolim e região, e dessa forma esta cidade continuará sendo o destaque que sempre foi na política e na economia paraibana, e isso tem a ver com o sucesso administrativo e pelos investimentos que o estado executa. O aeroporto de Cajazeiras é uma grande conquista, pois o aeroporto mais próximo de nós é o de Juazeiro do Norte, entretanto, o nosso aeroporto poderá ficar maior ou igual que o dessa cidade cearense, até mesmo pela sua estrutura. Dessa forma esse será um grande passo para o desenvolvimento da economia e consequentemente de Cajazeiras, e a partir de então os empresários poderão instalar e construir suas indústrias na cidade e região, por conta desse meio de acesso e facilidade que ajudará bastante no crescimento da terra do Padre Rolim. È importante lembrar que até o primeiro mês do governo Maranhão o Hospital Regional recebia 180 mil reais para atender a toda demanda de urgência da região, entretanto, hoje o hospital está com mais de 600 mil reais. Tudo isso comprova a melhor intenção de um governo a fim de melhorar a cidade e atender aos anseios da população carente. Pois é isso que o governador Maranhão tem feito, e com certeza até o final deste ano, e até junho do próximo ano, que é quando teremos uma avaliação, toda a população irá comprovar o que ele fez, recuperou, e devolveu às mãos do povo, e o que ainda pretende realizar, para realmente mostrar quem deve continuar na administração da Paraíba.

Diário do Sertão: Deputado, recentemente foi aprovado um projeto de sua autoria, com relação à BR-434 que liga Uiraúna à Poço Dantas, que tem como objetivo torná-la uma rodovia federal. Como o senhor explica este processo para a construção desta obra?

Wilson Santiago: Já faz quatro anos que trabalhamos nesta estrada, e na época em que eu era deputado estadual, tentamos construí-la pelo estado, e pela história dos que conhecem a estrada que liga Uiraúna a Poço Dantas, beneficiando Bernardino Batista e Santarém, todos sabem que uns dez governadores passaram pelo estado, sendo que um fez 1Km, e outro não fez nada, e quando chegava na época das chuvas, o pouco que tinha sido construído, era destruído, sendo que ficou pouca coisa daquilo que foi feito no passado. Apenas o acesso que ainda hoje existe, por conta da manutenção das prefeituras e também do próprio DNIT, que está mantendo nos últimos tempos. Então por isso, vendo que essa estrada não seria construída pelo valor, pois uma estrada desse tipo é quase 30 milhões de reais. Sendo assim nós resolvemos apresentar um projeto no Congresso Nacional que aprovamos, e o presidente Lula sancionou a federalização e criação da BR-434 que liga Uiraúna à Poço Dantas, e beneficiando os municípios vizinhos. Concluído e sancionado, nós passamos a liberar os recursos para a execução e elaboração deste projeto executivo, porque não se pode investir dinheiro numa rodovia federal, se o projeto não estiver aprovado, pois esta é uma exigência do Tribunal de Contas da União. Liberamos os primeiros recursos há dois anos e infelizmente o TCU exigiu a contratação de uma empresa para fazer a supervisão, ou seja, é uma empresa para fiscalizar outra. Entendemos que é um desperdício de dinheiro público, mas foi uma determinação deste órgão fiscalizador (Tribunal de Contas da União), e liberamos o valor de 13 milhões e 500 mil para esta empresa que foi contratada. A licitação foi publicada, e ontem os envelopes foram entregues pelas empresas e acredito que dentro de dez ou quinze dias no máximo estarão sendo abertos e nós saberemos quem será a empresa ganhadora, e com isso será celebrado um contrato de execução da obra, e a partir de então a ordem de serviço para o seu início.

RAQUEL ALEXANDRE
Da redação do Diário do Sertão

Tags:
RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”

"MERECIA MAIS"

VÍDEO: Comentarista critica falta de prestígio de Sousa com o Governo do Estado nas nomeações de cargos

ANTIGO E NOVO

VÍDEO: Secretário e prefeito exibem projeto do novo Museu de Cajazeiras feito por arquiteta cajazeirense

COBRANÇAS INDEVIDAS

VÍDEO: Problemas com empréstimo consignado? Advogado dá orientações para que você não seja negativado