header top bar

section content

A coluna faisqueira do Gazeta

Confira as quentes do dia-a-dia da política sertaneja

Por

28/09/2009 às 00h11

Viúva
Alguns entendidos em administração municipal têm afirmado que algumas despesas custeadas pela viúva, veneranda e desamparada senhora que mora na Juvêncio Carneiro e que tem como co-inquilino o médico Léo Abreu, poderiam perfeitamente ser evitadas. Muitas destas despesas, afirmam: são feitas por pessoas totalmente descompromissadas com o futuro da cidade e totalmente focadas no aumento de suas poupanças. Quando se atira com pólvora alheia, saia da frente.

Viúva 2
Em alguns gabinetes de secretários da edilidade municipal de Cajazeiras vem acontecendo um triste strip tease da agonia: nem aplausos, nem vaias – um silêncio de morte diante do espetáculo da crise. Saídas? Soluções? Sim, elas existem. “Os entendidos” afirmam que está faltando sabedoria, conhecimento, inteligência e principalmente controle e fiscalização de alguns atos de nomeações e de fechamento das torneiras das despesas.

Angu com preá
O deputado estadual Jeová Campos (PT) passou o último final de semana circulando pela região e desta vez trocou o seu cardápio: no lugar do tucunaré comeu preá com angu. Teria feito uma forte declaração contra um “aliado” de Bonito de Santa Fé, taxando-o de moleque, revidando uma possível declaração do “aliado” que teria proclamado: “deputado de m….” diante de uma seleta platéia na última reunião da AMASP. Este fato poderá ter desdobramentos, até porque Jeová não é de levar desaforo pra debaixo de seu travesseiro. É bom evitar um encontro dos dois.

Angu com preá 2
O deputado não subiu a Serra de Bonito, mesmo tendo sido um dos que ajudou a eleger a chapa majoritária daquela cidade, para participar do Encontro de Vereadores. Foi criticado duramente pelos edis mirins por sua total ausência. Inclusive tinha uma discussão um projeto que muito lhe interessava: a criação de Campus da UEPB em Bonito de Santa Fé, mas optou por ficar no sopé da montanha comendo preá com angu.

Brasa pra minha sardinha
Os candidatos a deputado estadual nas eleições de 2010 só têm pensado no seu próprio umbigo. Não querem saber de um projeto global de desenvolvimento de sua região, a exemplo do médico Antonio Vituriano de Abreu, que ainda não sabe por qual partido vai disputar um mandato e anda correndo atrás de uma sigla que lhe favoreça, já que o seu PMDB exige uma legenda muito alta para cada vaga. O mesmo fato está acontecendo com o também médico Carlos Antonio que estaria trocando o DEM pelo PPS pelo mesmo fato. Cada um puxa as brasas para a sua sardinha e o povo que se lasque.

Ricardo x Léo
O prefeito de João Pessoa e candidato a governador do estado, Ricardo Coutinho (PSB), vai pedir de volta na justiça os mandatos dos deputados que saírem de seu partido. Não tem acordo nem boquinha. Quem mudar de partido vai perder o mandato. Com Léo Abreu (PSB), prefeito de Cajazeiras, caso vote em José Maranhão (PMDB) e não em Ricardo nas eleições para governador escaparia desta punição. Mas comece a imaginar a partir de agora o tamanho da “cara feia” de Ricardo caso aconteça este fato.

Muito dinheiro
A edilidade piranhense fez uma licitação para proceder a uma reforma no matadouro daquela cidade e nele foram investidos mais de 100 mil reais. Muitos filhos de São José de Piranhas estranharam o volume de dinheiro gasto na obra e acharam uma “exorbitância” e ficaram se indagando: “onde é que aplicaram tanto dinheiro em um prédio que necessitava apenas de uma simples pintura e conserto do piso?” Nem São José dá jeito!

Casamentos
Na cidade de São José de Piranhas os casamentos são realizados “no atacado”, no varejo mesmo só a venda de pão e açúcar. Sob as bênçãos de São José, com direito a tapete, muitas flores e marcha nupcial vinte e sete casais disseram sim diante de Deus e do Padre Nicodemus que não cobrou um centavo pelos casamentos. Até o prefeito da cidade casou na roda e ainda patrocinou, de quebra, um churrasco (com boi morto no novo matadouro) com música ao vivo, no Ariús Campestre Clube, no último dia 18. Foi festa até umas horas.

Pendurado

Tem um importante assessor da edilidade cajazeirense que estaria pendurado por um fio de teia de aranha. Uma das razões da demissão passaria “por um possível desvio de dinheiro através de contratação de pessoal”. A exigência da retirada do “zeloso” servidor foi da Primeira Dama do Município, Dra. Jaqueline Abreu, que ao tomar conhecimento do fato teria ficado indignada e determinado a exoneração da fera.

Carrapato
Alguns assessores da prefeita Glória Jeanne, da cidade de Uiraúna, teriam dito a algumas pessoas que o ex-prefeito João Bosco Fernandes era igual a carrapato: o seu mandato tinha terminado mas queria ficar mandando na prefeitura do mesmo jeito. A prefeita teria “suportado” a situação, para não criar atrito com o ex, até o não surgimento da crise financeira dos municípios, mas só que agora não dando para “atender a tudo”, resolveu abrir o bico e piar feito pinto desgarrado da galinha quando ta com fome e frio.

Que felicidade!
O vereador Severino Dantas (PT) e líder do prefeito na Câmara Municipal de Cajazeiras, em reunião do sindicato rural abriu a boca e berrou: eu e o povo éramos felizes e não sabíamos”. Estaria Severino fazendo uma analogia entre o governo de Carlos Antonio e o de Léo Abreu? Todos que estavam presentes a reunião e ouviram as palavras do edil, afirmaram que sim. Que felicidade!

Do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Tags:
COM OLIVAN PEREIRA

VÍDEO: Exoneração do sobrinho de Rivelino Martins e nomeação de Maura Sobreira agitam o Direto ao Ponto

CONTRA A LIBERAÇÃO

VÍDEO: Comandante da PM de Cajazeiras vê risco de aumentar crimes domésticos e fúteis com posse de arma

EM 2020

VÍDEO: Deputado federal sugere que Chico Mendes pode ser candidato a prefeito de Cajazeiras pelo PTB

UNA FREVO 2019

VÍDEO: Com 16 atrações, destaques nacionais e percurso do frevo, carnaval da cidade de Uiraúna é lançado