header top bar

section content

VÍDEO: Radialista critica políticos de Cajazeiras e Sousa que votam em ‘forasteiros’ no ‘toma lá, dá cá’

Jarismar Pereira disse que as lideranças políticas das regiões de Cajazeiras e Sousa que apoiam candidatos sem vínculo com a região praticam o ‘toma lá, dá cá’ ou a ‘lei do escambu’ nas eleições de 2022

Por José Dias Neto

28/09/2021 às 14h52 • atualizado em 28/09/2021 às 14h53

O radialista e colunista da TV Diário do Sertão, Jarismar Pereira criticou nesta terça-feira (28) que lideranças políticas das regiões de Sousa e Cajazeiras neguem apoio a nomes da região e optem por candidatos que não possuem ligação com o sertão paraibano visando as eleições de 2022.

De acordo com Jarismar Pereira, os deputados estaduais Júnior Araújo, Wilson Filho, Dra. Paula, Lindolfo Pires e Jeová Campos devem ter a preferência da região pois são conterrâneos e comprometidos com o desenvolvimento regional.

VEJA MAIS: 

VÍDEO: Radialista de Cajazeiras chama Bolsonaro de louco e diz que presidente envergonha o Brasil na ONU

‘’Como posso imaginar políticos querendo apoiar candidatos de Monteiro e outras regiões. Eles combinaram com os eleitores esses apoios? Um político distante tem intenção de defender a região do Sertão?’’, provocou o radialista em comentário.

Jarismar disse que as lideranças políticas que apoiam candidatos sem vínculo com a região praticam o ‘toma lá, dá cá’ ou a ‘lei do escambu’ nas eleições de 2022.

Dinheiro e título eleitoral. Foto: Reprodução da internet

‘’Vai ser a lei do escambu, o toma lá, dá cá, alguém tá recebendo e alguém tá apoiando, se tirar mil votos foi ele quem deu, e o povo? Você aceita essa política?’’, frisou.

O colunista disse que dificilmente o sertão paraibano será representado na chapa majoritária em 2022 por falta força e união da classe política sertaneja.

‘A PERMUTA’

Escambo é uma atividade de troca que era utilizada quando ainda não havia sistema monetário. Essa troca, conhecida também como permuta ou troca direta, envolvia apenas coisas, serviços ou ambos. Muito comum entre a comunidade indígena, durante a colonização do Brasil o escambo foi utilizado na extração do pau-brasil.

DIÁRIO DO SERTÃO

LIÇÃO DE VIDA

VÍDEO: MC cajazeirense passa dificuldades por causa da pandemia e vende água no semáforo

RELIGIÃO

VÍDEO: Mestre em Ciências da Religião conta detalhes da vinda de Frei Damião ao Brasil e lembra 1ª missa

EM SÃO JOSÉ DE PIRANHAS

VÍDEO: Bolsonaro é recebido por apoiadores e entrega trecho final do Eixo Norte da transposição

SITUAÇÃO DELICADA

VÍDEO: Em Pombal, mulher sem comida em casa e com risco de perder a visão pede ajuda para tratamento

Recomendado pelo Google: