header top bar

section content

Padre Humberto deixará paróquia de Cajazeiras; comunidade protesta

Cajazeiras foi surpreendida nesta quarta-feira com uma notícia que deixou toda a comunidade cristã católica triste e revoltada. Foi confirmado que Padre Humberto deixará a São João Bosco.

Por

17/01/2008 às 00h50

align=leftCajazeiras foi surpreendida nesta quarta-feira (16), com uma notícia que deixou toda a comunidade cristã católica triste e revoltada. Foi confirmado que Padre Humberto Mangueira deixará a Paróquia de São João Bosco ainda este mês para assumir a Paróquia de São José, na cidade de Paulista.

O Bispo Dom José Gonzáles confirmou a mudança, e é o principal alvo das críticas de boa parte da imprensa local e de populares que querem a permanência de Padre Humberto na cidade.

No Programa Boca Quente da Rádio Difusora desta tarde, dezenas de pessoas, incluindo personalidades políticas e de outras áreas, se manifestaram, ao vivo, em meio a muita emoção e revolta, demonstrando sua insatisfação para com a decisão do Bispo. 

Participação popular
Uma dessas personalidades que participaram do programa foi o Cabo Maciel, líder do Conselho do Idoso em Cajazeiras, e uma das figuras mais conhecidas e respeitadas pela sociedade cajazeirense.

Cabo Maciel, profundamente triste com a decisão do Bispo José Gonzáles, questionou, em tom de indignação, o fato da Paróquia São João Bosco ser sempre requisitada quando é necessário ‘socorrer’ outras paróquias.

“Existe de minha parte uma preocupação. Por que só a São João Bosco é citada para resolver problemas de outras paróquias?”, indagou o Cabo. “Perdemos Padre Francivaldo, perdemos Padre Agripino, e estamos perdendo agora Padre Humberto. Inúmeros idosos estão ligando para minha casa chorando, pedindo para que o Sr. Bispo reverta essa situação”, completou.

O médico e pré-candidato a prefeito de Cajazeiras Léo Abreu, por sua vez, também prestou sua homenagem, ao vivo, ao Padre Humberto, enaltecendo o carisma e a maneira com que o pároco lutou e continua lutando para melhorar a Igreja São João Bosco. Segundo Léo Abreu, nenhum outro religioso conseguiu realizar tanto em tão pouco tempo à frente daquela paróquia. O médico lembrou que graças a Padre Humberto, o número de fiéis freqüentando a Igreja duplicou nos últimos anos.

“O carinho que o povo tem para com Padre Humberto está provado aí, nessa montanha enorme de ligações de fiéis, de pessoas que freqüentam a paróquia São João Bosco, em solidariedade a esse padre que muito sabe conduzir o seu rebanho. Quero confirmar aqui o trabalho extraordinário que o padre tem realizado naquela paróquia, e isso é exatamente reconhecido pelo número de ligações das pessoas”, enfatizou. 

A nota
Wilson Furtado, um dos apresentadores do programa, leu no ar, emocionado, uma carta aberta aos fiéis da Igreja de São João Bosco, enviada pela população demonstrando sua profunda tristeza pela perda de um dos párocos mais queridos e amados de Cajazeiras. 

A comunidade de São João Bosco está organizando um abaixo-assinado para ser entregue ao Bispo Dom José Gonzáles, para tentar sensibilizá-lo, e fazer com que ele mude de idéia quanto à transferência de Padre Humberto. Coordenadores, líderes de pastorais e movimentos da Igreja Católica de São João Bosco estão em articulação para realizar um encontro com o Bispo, para que possa ser entregue em suas mãos um apelo da comunidade e de mais pessoas, em forma de assinaturas, pedindo que o mesmo reveja esta decisão. 

align=rightEmoção e respeito
Padre Humberto, que esteve nos estúdios do Programa Boca Quente, chorou bastante com o carinho demonstrado por todos que ligavam para o programa pedindo que ele ficasse. O religioso disse que apesar de tudo, tem grande respeito pelo Bispo Dom José Gonzáles, e que o tem como um pai.

“Ser Bispo não é fácil, como ser padre também não, e como ser paroquiano da São João Bosco nesse momento, também não. Então, quero que as pessoas tenham paciência. A questão da minha saída é uma questão pastoral. A decisão foi em conjunto, porque eu também tenho que ser ouvido nessas horas. Quando a gente se ordena, a gente se ordena para obedecer. A paróquia São João Bosco está muito bem, graças a Deus, mas há paróquias por aí que há dois anos está sem padre. As pessoas estão sofrendo, eu sei, mas temos que entender isso”, disse o religioso.

Padre Humberto chegou à paróquia de São João Bosco no mês de setembro de 2003, quando a recebeu das mãos de Padre Agripino Ferreira de Assis. De lá para cá, construiu, junto com a comunidade, capelas na zona rural, reformou a igreja, construiu o Centro Pastoral, criou e popularizou o Terço dos Homens, que hoje conta com mais de 700 participantes, e se destacou no meio sócio-político-religioso pelas suas declarações de que o cristão tem que ter compromisso com sua igreja, e como Jesus, amar o seu próximo.

DA REDAÇÃO DO DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
GOLAÇO

VÍDEO: Sousa vence São Paulo Crystal no Marizão e garante classificação antecipada na série D

INVESTIGAÇÃO

VÍDEO: Cajazeirense de 75 anos é morto com 7 facadas dentro de apartamento na zona sul de João Pessoa

RETA FINAL

VÍDEO: Talentos do Sertão 2022 encerra fase de eliminação e inicia semifinal no Teatro Ica em Cajazeiras

LAMENTÁVEL

VÍDEO: Agricultor de 61 anos morre em acidente de moto na PB 313 na região de Catolé do Rocha

Recomendado pelo Google: