header top bar

section content

VÍDEO: Padre da Diocese de Cajazeiras diz que decisão do ministro Kassio Nunes é um “atentado à vida”

Ele intitulou a postura do ministro Nunes Marques de uma "decisão monocrática" e que é preciso ser confrontada.

Por Luiz Adriano

05/04/2021 às 19h40

Na coluna Direto ao Ponto desta semana, Padre Francivaldo Albuquerque criticou a postura do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Kassio Nunes Marques, o qual, por atender a um pedido feito pela Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure), liberou a realização de cultos e missas no pior momento da pandemia de Covid-19 no Brasil.

Segundo o sacerdote, a decisão do ministro pode gerar um conglomerado de entidades querendo da mesma maneira realizar os atos normativos cotidianos, assim como as igrejas. O padre considera o ato do jurista, “um atentado à vida”.

VEJA TAMBÉM

VÍDEO: padre cajazeirense lamenta avanço da pandemia: “Não sabemos se amanhã estaremos vivos”

O religioso disse que espera bom censo por parte dos demais componentes do STF para que outras medidas sejam tomadas levando em consideração o momento de pico em que a pandemia se encontra. Ele intitulou a postura do ministro Nunes Marques de uma “decisão monocrática” e que é preciso ser confrontada.

O padre criticou a decisão do ministro que libera missas e cultos de forma presencial mesmo com redução no número de fiéis.
(Foto: Divulgação / Arquidiocese de Curitiba – imagem ilustrativa)

DIÁRIO DO SERTÃO

SEM ORGANIZAÇÃO

VÍDEO: “É um absurdo”, diz mulher ao relatar aglomeração em ponto de vacinação em Cajazeiras

DENÚNCIA GRAVE

VÍDEO: “A maldade está nos médicos”, diz procurador do MPPB sobre falta de atendimento na pandemia

SÍTIOS DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Colunista diz que campanha para alargar estradas vicinais depende da sensibilidade popular

ATENÇÃO REDOBRADA

VÍDEO: Secretário Executivo de Saúde da Paraíba fala sobre aumento de casos de Covid-19 em jovens

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!