header top bar

section content

Padre Agripino fala pela primeira vez de acidente que vitimou professora

Ainda abalado, o padre comparou o acidente a uma queda. “Não tem explicação. A gente vai bem e cai"

Por

31/08/2015 às 09h45

Padre Agripino Ferreira de Assis da Catedral de Cajazeiras

O padre da cidade de Cajazeiras, Agripino Ferreira de Assis se pronunciou publicamente nesse domingo (30), sobre o acidente do último domingo (23), que vitimou a professora Eunézia Vieira Alves Bezerra, 50 anos, na BR 230 em frente à Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), campus de Sousa.

Agripino Ferreira conduzia um Fiat Uno quando colidiu com a mulher, que faleceu no local. Durante a missa, o religioso agradeceu as orações dos fieis e pediu a Deus pela alma da professora, além de consolação à família.

Ainda abalado, Agripino Ferreira comparou o acidente a uma queda. “Não tem explicação. A gente vai bem, cai e não tem como explicar”.

Ele disse reconhecer as orações e solidariedade da comunidade cristã. “Vamos rezar para que não aconteça a nenhum de nós. Que Deus nos dê força neste momento difícil”.

Ouça áudio do padre!

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

VÍDEO: Psicologia no Ar recebe diretores e psicóloga de organização que promove cidadania em Cajazeiras

NOVIDADES

Xeque-Mate visita lançamento do novo plano da Eletrosorte, que firmou parceria com gigante dos seguros

FUTEBOL DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Dirigentes e ex-jogadores relembram histórias marcantes do Duque de Caxias, que completou 50 anos

VÍDEO: Programa de rádio que é sucesso na região de Campina fecha parceria com emissora de Cajazeiras