header top bar

section content

VÍDEO: Padre lamenta morte de criança em Cajazeiras e disse que sociedade vive a cultura da indiferença

"Nós nunca podemos aceitar a violência, nunca podemos aceitar a morte, porque a nossa fé é no Deus da vida, é no Deus do amor", disse o sacerdote

Por Luiz Adriano

18/08/2021 às 12h31 • atualizado em 18/08/2021 às 12h34

O padre Francivaldo durante a coluna Direto ao Ponto desta semana, lamentou a morte da pequena Ana Laura Tavares Bandeira, de três anos de idade que faleceu no último domingo (15) no Hospital Regional de Cajazeiras (HRC), possivelmente por espancamento.

O religioso disse que a sociedade está vivendo a cultura da indiferença, do relaxamento, do “tudo é possível, tudo pode”. “Nós nunca podemos aceitar a violência, nunca podemos aceitar a morte, porque a nossa fé é no Deus da vida, é no Deus do amor”, pontuou.

VEJA TAMBÉM

Criança de 3 anos de idade morre após dar entrada no HRC com sinais de espancamento; padrasto é suspeito

(Imagem ilustrativa).

O padre questionou o que estaria causando tanto violência, e estimulando tais atitudes. Ele disse que a presença de Deus é um fato, que está sim, precisando existir na vida das pessoas.

O sacerdote lembrou a questão da omissão por parte de autoridades e citou pontos como uso de drogas e a falta de amor nas famílias, mas disse que as pessoas precisam aprenderem a amar. “É preciso uma atitude nossa …tiremos do nosso meio a omissão que gera morte e construamos a cultura do amor que salva vida”, completou.

DIÁRIO DO SERTÃO

BANDIDAGEM

VÍDEO: Dupla realiza assalto em Coremas e um deles é preso planejando outro roubo na região de Pombal

A CASA CAIU

VÍDEO: Terceira pessoa é presa na Operação Pega Ladrão, da Polícia Civil, em Cajazeiras

ASSASSINATO

VÍDEO: Homem é morto com vários disparos de arma de fogo em via pública de cidade da região de Pombal

SETEMBRO VERDE

VÍDEO: Grupo da Central de Transplantes da PB inicia Campanha no Sertão e fala ao Balanço Diário

Recomendado pelo Google: