header top bar

section content

VÍDEO: Aula inaugural do Centro de Convivência Conviver promove saúde e bem estar a idosos de Cajazeiras

O objetivo do Conviver é contribuir para a valorização dos idosos através da socialização e de cuidados com a saúde física e mental

Por Jocivan Pinheiro

18/04/2018 às 16h47 • atualizado em 18/04/2018 às 16h51

Na tarde desta terça-feira (17) aconteceu a aula inaugural do Centro de Convivência Conviver, um espaço instalado em Cajazeiras com excelente estrutura e profissionais de diversas áreas da saúde para cuidar da pessoa idosa de maneira diferente.

O objetivo do Conviver é contribuir para a valorização dos idosos através da socialização e de cuidados com a saúde física e mental.

O local oferece diferentes atividades que ajudam na manutenção cognitiva e física. Os acompanhamentos específicos são feitos por uma equipe multidisciplinar formada por pedagogo, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional e psicólogo.

VEJA TAMBÉM: Profissionais de saúde abrem espaço inovador para cuidar de idosos em Cajazeiras

Equipe do Conviver trabalha com atividades de socialização para cuidar da saúde física e mental

Durante a aula inaugural, os profissionais puderam mostrar aos idosos e seus acompanhantes a estrutura física, equipamentos e parte do que o Centro de Convivência Conviver oferece em termos de terapias mentais e fisiológicas para cuidar da saúde e proporcionar bem estar.

Para conhecer o Centro de Convivência Conviver é só ligar para o número (83) 3531-3533 ou ir até o endereço: Rua Pedro Américo, 155, Centro de Cajazeiras.

Galeria

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

COMPARTILHOU NAS REDES SOCIAIS

VÍDEO: Bolsonaro compartilha vídeo de vereador paraibano para comemorar avanços na transposição

LAMENTÁVEL

Amigos, familiares e colegas de trabalho dão o último adeus ao gari que morreu em acidente em Sousa

VÍDEO

ASSISTA: Em Sousa, humorista chama o desconhecido por outro nome e causa confusão em Mercado Público

"SÓ PODE LULA?"

VÍDEO: Bolsonaristas defendem 2ª instância, mas não querem amigos presos pela Andaime, diz colunista