header top bar

section content

8 alimentos que você não deveria consumir frequentemente

Se você quiser levar uma dieta saudável deve consumir uma grande variedade de alimentos, e há alimentos que você não deve consumir. Moderação é a chave.

Por Melhor com Saúde

30/04/2019 às 07h00 • atualizado em 30/04/2019 às 07h24

Alimentos que não são tão saudáveis (Foto: iStock/Superinteressante)

É verdade que existem alguns alimentos que você não deveria consumir frequentemente? A realidade é que o mercado está repleto de alimentos que nos causam tentação.

Eles sempre parecem frescos, são apetitosos e parecem acalmar aquela sensação de fome que nos aflige entre as refeições.

Por outro lado, o mais preocupante é que muitos parecem “inofensivos”, já que seus efeitos acontecem gradualmente, sem se manifestarem de maneira contundente, quando os danos são menores.

Além disso, estes produtos têm aumentado os casos de sobrepeso e obesidade e outra variedade de doenças crônicas, que reduzem significativamente a qualidade de vida.

Quais são esses alimentos prejudiciais? Por que é melhor evitá-los a todo custo? Em seguida, reunimos os 8 principais.

1. Batatas fritas
Batatas fritas são alimentos que você não deveria consumir frequentemente
As batatas são consideradas um alimento saudável devido ao seu teor de nutrientes; O problema é que muitos as preparam com óleos ou gorduras prejudiciais, que reduzem suas propriedades.

Embora sejam deliciosas e combinem muito bem com muitos alimentos, as batatas fritas afetam a saúde metabólica e o colesterol.

Os danos são maiores quando elas são chips de pacotes, uma vez que contêm produtos químicos adicionados e conservantes, que causam efeitos indesejáveis.

2. Bebidas açucaradas
Nos comerciais de televisão tendem a mostrar bebidas açucaradas como uma forma refrescante de saciar sua sede. No entanto, longe de produzir esse efeito, o consumo excessivo pode influir na desidratação.

Refrigerantes, iogurtes e outras bebidas com alto teor de açúcar e adoçante aumentam os níveis de glicose, e podem causar distúrbios metabólicos.
Sucos comerciais com rótulos “light” também são prejudiciais, pois, embora sejam reduzidos em açúcar, contêm elementos químicos.
Talvez você esteja interessado em ler: Os piores alimentos que você pode comer e suas alternativas mais saudáveis

3. Pão branco
O pão branco e outros produtos de panificação podem causar alguns efeitos negativos no corpo. Estes são feitos com farinhas refinadas e gorduras saturadas, que podem afetar o peso e a saúde.

Durante o processo de refinamento perdem grande parte da fibra alimentar, um nutriente que participa da digestão.
Sua assimilação eleva os níveis de glicose no sangue, causando mais fome durante o dia.

4. Doces
Doces são alimentos que você não deveria consumir frequentemente
As guloseimas e todos os produtos alimentares doces são feitos com açúcares refinados e óleos adicionados, que podem causar sérias consequências no organismo.

Seu conteúdo calórico é alto e, portanto, são fortes influenciadores de problemas como o excesso de peso.
Não produzem saciedade e, em excesso, são causas diretas de diabetes e metabolismo descontrolado.

5. Sorvete
Nem todos os sorvetes são prejudiciais. Tudo depende dos ingredientes com os quais são feitos. Em geral, as apresentações comerciais tendem a ter muito açúcar refinado e gorduras saturadas.

Primeiramente, seu consumo regular pode causar problemas de excesso de peso e glicose alta.
Por outro lado, seu alto conteúdo de açúcar pode disparar a glicose e aumentar a ansiedade.

6. Bebidas energéticas
Não poderíamos deixar de mencionar as bebidas energéticas entre os alimentos que você não deveria consumir (pelo menos de maneira habitual).

As bebidas energéticas ganharam um lugar muito especial no mercado, pois representam uma boa alternativa para “recarregar” o corpo em momentos de fadiga física e mental.

A desvantagem é que elas contêm compostos estimulantes e grandes quantidades de açúcar que, com o tempo, podem causar distúrbios no sistema nervoso e no metabolismo.

7. Carnes embutidas
Alimentos que você não deve consumir a todo custo: Carnes embutidas
Todas as variedades de carnes embutidas podem produzir efeitos colaterais na saúde, mesmo quando seus rótulos dizem que são “baixos em sódio”, ou “baixos em teor de gordura”.

Primeiramente, estes alimentos são obtidos a partir de resíduos de carne que contêm muita gordura e poucos nutrientes.
Logo, para manter sua aparência fresca são submetidos a um processo químico no qual são adicionadas substâncias como nitritos e nitratos, relacionadas a doenças como o câncer.
Você poderia estar interessado: Alimentos de grande valor nutricional que irão ajudá-lo durante a leucemia

8. Margarina
A margarina é geralmente feita com óleos de origem vegetal. Por esse motivo, muitas pessoas pensam que seu consumo não representa um problema dentro da dieta.

O que alguns não sabem é que elas contêm gorduras trans que podem prejudicar a saúde cardiovascular e circulatória.

Seu consumo regular influencia no aumento do peso, e no acúmulo de colesterol.
Quando aquecida libera radicais livres, que são moléculas tóxicas que podem danificar as células e os tecidos.
Você costuma incluir esses alimentos no seu plano de alimentação? Agora que sabe como identificar os alimentos que você não deve consumir, tente substituí-los por opções saudáveis, de preferência de origem orgânica.

Em conclusão, embora no início seja difícil para você evitá-los, pouco a pouco poderá criar uma dieta mais saudável e controlada em calorias.

Fonte: Melhor com Saúde - https://melhorcomsaude.com.br/8-alimentos-que-voce-nao-deveria-consumir-frequentemente/

Recomendado para você pelo google

HOMENAGEM

VÍDEO: Xeque Mate homenageia mototaxistas e entrevista a única mulher mototaxista de Cajazeiras

HOMENAGEM

VÍDEO: Com música ao vivo, programa Diversidade em Foco faz reflexão sobre o Dia das Mães; Assista!

EXCLUSIVO

Presidente reafirma proibição de arma na assembleia, fala da Operação Calvário e cortes de gabinetes

VÍDEO

Governador João Azevêdo fala sobre o afastamento político com Ricardo Coutinho e mudanças no Governo