header top bar

section content

VÍDEO: Diretor e coordenadora epidemiológica mostram como HRC se prepara para suspeitas de coronavírus

O Hospital Regional de Cajazeiras (HRC) também está apto para atender casos suspeitos do coronavírus, é o que diz Manoel Télamon, diretor geral da unidade

Por Jocivan Pinheiro

06/02/2020 às 15h30 • atualizado em 06/02/2020 às 15h35

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil reduziu para 9 os casos suspeitos da doença transmitida pelo coronavírus. Embora não tenha sido registrada nenhuma suspeita na Paraíba, a rede estadual de saúde pública tem se preparado para eventuais atendimentos nesse sentido.

O Hospital Regional de Cajazeiras (HRC), que é referência para quinze municípios da região, também está apto a atender casos suspeitos do coronavírus, é o que diz Manoel Télamon, diretor geral da unidade.

“Hoje o estado tem um fluxograma bem definido. O Hospital Regional foi acionado por parte da Gerência Executiva Epidemiológica do Estado e lá foi repassado todo o projeto e plano para se seguir”, falou o diretor.

O Ministério da Saúde listou 47 unidades hospitalares que se preparam para prestar assistência à população em uma eventual contaminação pelo vírus no país, entre eles três hospitais da Paraíba, o Hospital Universitário Lauro Wanderley, o Complexo Hospitalar Clementino Fraga e o Hospital Universitário Alcides Carneiro.

A coordenadora de epidemiologia do HRC, Dayanne Chrystina, também ressalta que a Secretaria de Estado da Saúde desenvolveu um fluxograma para ser seguido em casos suspeitos da doença.

Se o caso for considerado suspeito pelo médico, o paciente será isolado e uma mostra respiratória será enviada para o Laboratório Central de João Pessoa (Lacen) em 24 horas. O paciente ainda será examinado novamente para confirmar ou não a suspeita. Se for caso suspeito, o paciente será transferido para os hospitais de referência.

VEJA TAMBÉM: 24 mil já foram infectadas e 490 pessoas morrem vítima do coronavírus na China

Hospital Regional de Cajazeiras

Dayanne também explica que há três casos considerados suspeitos da doença: 1) Indivíduo que apresenta febre, sintomas respiratórios e que viajou para a China nos últimos 14 dias antes da sintomatologia. 2) Indivíduo que apresenta febre, sintomas respiratórios e que entrou em contato com alguém considerado suspeito. 3) Indivíduo que apresenta febre, sintomas respiratórios e que entrou em contato com alguém que teve caso confirmado de coronavírus.

O coronavírus é transmitido principalmente pelo ar, através da tosse e do espirro, por isso é imprescindível o uso de máscara em caso de suspeita.

O Hospital Regional de Cajazeiras também adotou medidas de controle e prevenção com relação ao coronavírus (veja o fluxograma aqui). Os telefones de contato para notificar casos suspeitos são 0800 281 0023 (de segunda a sexta, das 8h às 16:30h), (83) 98828-2522 ou (83) 99925-9326 (sábados, domingos e feriados).

DIÁRIO DO SERTÃO

NOVAS MEDIDAS

VÍDEO: Prefeito de Sousa autoriza reabertura do Mercado Central, salões de beleza e academias

EM CASA OU PRESENCIALMENTE?

VÍDEO: Vice-presidente da OAB-PB explica como está funcionando a Justiça durante a ‘quarentena’

AGUARDANDO

VÍDEO: Com medo de contrair coronavírus, cajazeirense diz que só volta da Espanha quando epidemia passar

VAMOS RIR!

VÍDEO: Famoso humorista conta trajetória e piadas no Diário News para descontrair isolamento social

Recomendado pelo Google:
Conteúdo Protegido!