header top bar

section content

VÍDEO: Médico diz que as pessoas devem ignorar pronunciamento de Bolsonaro e permanecer em isolamento

"Se a pessoa tiver quadro grave, não existe outro caminho a não ser o óbito", disse o médico

Por Jocivan Pinheiro

26/03/2020 às 16h55 • atualizado em 26/03/2020 às 17h00

O médico Emídio Antônio de Araújo Neto condenou a declaração do presidente Jair Bolsonaro, que durante discurso na TV, em rede nacional, minimizou o isolamento social por conta da epidemia do novo coronavírus, criticou governadores pelas medidas de fechamento parcial do comércio, voltou a comparar a doença a uma ‘gripezinha’ e incitou a população a sair de casa e voltar para o dia a dia normal.

Dr. Emídio explicou que a Covid-19 é uma síndrome respiratória aguda que quando atinge o paciente com gravidade, geralmente o leva ao óbito.

“O paciente, indubitavelmente, vai caminhar para a morte se não tiver ainda um medicamento eficaz, e não existe ainda no mundo. É tanto que, se a pessoa tiver um quadro grave, não existe outro caminho a não ser o óbito por enquanto”, disse o médico.

VEJA TAMBÉM

Secretário diz quais cidades do Sertão da PB poderão atender casos de Covid-19 se houver demanda

Dr. Emídio ressaltou que é necessário evitar contato com pessoas infectadas para não estender a epidemia, por isso o isolamento social é necessário.

“Essa medida não pode ser desmerecida. Tem que ser adotada no maior rigor possível. Não é tempo para afrouxar essas medidas”.

DIÁRIO DO SERTÃO

AGUARDANDO EXAME

VÍDEO: Idosa de 70 anos morre em Sousa com suspeita de Covid-19, e secretário pede tranquilidade

SURPREENDEU MORADORES

VÍDEO: Engenheiro do DNOCS explica por que comportas do açude Engenheiro Avidos foram abertas

REFORÇO

VÍDEO: HRC receberá mais de 50 profissionais de saúde da 1ª Chamada Pública para combater o coronavírus

NOVAS MEDIDAS

VÍDEO: Prefeito de Sousa autoriza reabertura do Mercado Central, salões de beleza e academias

Recomendado pelo Google:
Conteúdo Protegido!