header top bar

section content

VÍDEO: ‘Possibilidade de construção do novo Hospital Universitário do Sertão é inviável’, afirma Ebserh

Em 2018, a bancada paraibana destinou R$ 25 milhões para a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e o recurso está depositado em conta para ser aplicado no novo HU Sertão

Por José Dias Neto

03/02/2021 às 11h29

Os sonhos dos sertanejos de terem a construção de um novo Hospital Universitário com perspectivas de melhorias nos serviços de saúde no Alto Sertão da Paraíba pode estar cada vez mais longe.

A possibilidade de construção de uma unidade hospitalar de tamanha envergadura na cidade de Cajazeiras para atender a demanda de dezenas de municípios é, ao menos agora, inviável, segundo apurou o portal Diário do Sertão junto à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

VEJA MAIS:

VÍDEO: Em visita a Cajazeiras, reitor cita ‘forças ocultas’ atuando contra novo hospital universitário

De acordo com a Ebserh, a falta de recursos necessários traria dificuldades para manutenção da unidade que seria edificada em Cajazeiras.

A informação foi apurada com exclusividade pelo jornalista Petson Santos, do Sistema Diário de Comunicação em Brasília-DF e divulgada no programa Olho Vivo da TV Diário do Sertão e Rede Diário de Rádios desta terça-feira (02).

Maquete digital do Hospital Universitário do Sertão. Foto: Reprodução da internet

A Ebserh é uma empresa pública de direito privado, vinculada ao Ministério da Educação, a qual o Hospital Universitário de Cajazeiras é filiado desde de dezembro de 2015 com o objetivo de ampliar os serviços de atendimento à população e promover ensino e pesquisa de estudantes universitários.

O QUE É REALIDADE ATÉ AGORA

De acordo com membros do Comitê Pró-HU Sertão, a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), contratou uma empresa para requerer a licença ambiental junto à SUDEMA – Superintendência de Administração do Meio Ambiente – e só obteve a licença prévia, após pressão da sociedade civil organizada cajazeirense, após quase dois anos de espera.

De acordo com a secretária de Meio Ambiente de Cajazeiras, Maria das Dores, mais conhecida como Brankinha Abreu, após a licença prévia, a universidade protocolou o pedido da licença de instalação, que dá direito iniciar a obra, mas até o momento não foi acatada.

Página da SUDEMA mostra o passo a passo do processo da licença ambiental envolvendo o HU Sertão. Foto: Reprodução da internet

‘’Eles [UFCG] conseguiram depois de muito tempo, demoraram mas conseguiram a licença prévia, agora está em andamento o requerimento de licença de instalação que é o que dá direito a construção e o que o processo de licitação precisa pra poder andar. Só anda a licitação se tiver a licença de instalação para poder construir’’, disse a ambientalista por telefone ao Diário do Sertão.

‘’FORÇAS OCULTAS’’

Quando esteve em Cajazeiras, em setembro de 2020, o reitor da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Vicemário Simões, foi surpreendido com cobranças do Comitê Pró-HU Sertão e justificou a vagarosidade do processo do novo HU Sertão à possíveis ‘’forças ocultas’’ no Governo Federal ou no Congresso Nacional.

Nesta quarta-feira (03), o engenheiro Alexandre Costa, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Cajazeiras lamentou que o reitor da universidade ainda não tenha nomeado uma comissão de planejamento para dar prosseguimento no processo burocrático das licenças do novo HU.

“Quando esteve em Cajazeiras, o reitor Vicemário Simões prometeu nomear uma Comissão de Planejamento, formada por engenheiros da universidade para providenciar o andamento deste processo, porém, até o momento a comissão não foi formada e estamos vendo o boicote à obra redentora para o sertão paraibano’’ disse o líder do Comitê Pró-HU Sertão.

Membros do Comitê Pró-HU Sertão cobram agilidade da UFCG. Foto: Diário do Sertão

O NOVO HU SERTÃO

A construção do Hospital Universitário do Sertão está orçada em R$ 169 milhões e atenderá cerca de 70 cidades do sertão paraibano. Em 2018, a bancada paraibana destinou R$ 25 milhões para a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e o recurso está depositado em conta para ser aplicado no novo HU Sertão.

O hospital será construído ao lado do Campus da UFCG em Cajazeiras, com capacidade para 200 leitos (145 gerais, 20 de UTI adulta, 15 de UTI pediátrica, 10 de UTI neonatal e 10 de UCI), além de centro de imagens avançado; unidades de patologia e citopatologia; centro de hemodiálise com 20 leitos; centro de média e alta complexidade em nefrologia; serviço cardiovascular, entre outros.

Maquete digital do Hospital Universitário do Sertão. Foto: Reprodução da internet

DIÁRIO DO SERTÃO

OPINIÃO

VÍDEO: Sociólogo concorda com impeachment contra ministros do STF e explica conjuntura de Bolsonaro

SHOW DE MÚSICAS E SOLIDARIEDADE

VÍDEO: Programa Acústico Diário realiza sorteio de TV Led da Campanha de “O Show não pode parar”

SAÚDE BUCAL

VÍDEO: Odontólogo explica em que período da gestação uma mulher deve ir ao dentista; confira

ESPIRITISMO

VÍDEO: Em um momento de perdas, o Programa Mensagem de Esperança apresenta o tema “A morte não é o fim”

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!