header top bar

section content

Diretor do Hospital Regional esclarece caso de paciente que morreu de coronavírus em Cajazeiras

Familiares disseram que antes de morrer o paciente fez dois testes na UPA e deram negativo para COVID-19

Por Campelo Sousa

16/06/2020 às 10h00

O diretor do Hospital Regional de Cajazeiras, Manoel Telamon, em entrevista ao programa Olho Vivo da TV Diário do Sertão que é apresentado por José Dias Neto, e comentou sobre a denúncia sobre um paciente que morreu de COVID-19 na unidade hospitalar.

“O paciente foi a UPA, lá ele foi examinado, foi passado a descrição clinica do paciente, ele recebeu como recomendação e orientação da central de regulação estadual para Covid-19”, disse Manoel.

Segundo Manoel, a recomendação da central de regulação era para que o paciente necessitava de internação em leito de enfermaria com suporte de oxigênio, realização de tomografia de tórax e acompanhamento clínico em isolamento, por se tratar de um caso suspeito não confirmado de Covid-19, já que o mesmo havia feito dois testes para a doença e os dois deram negativo. Na recomendação ainda pedia para que ele fosse novamente realizado um teste para Covid.

“O paciente conviveu com dois enteados próximos em sua casa doentes, testados como positivo para Covid-19. Ele foi internado, foi manejado e apresentou todas as sintomatologias clinicas e infelizmente pela dificuldade de respirar e complicações devido a diabetes”, afirmou o diretor.

Parte do relatório feito pelo infectologista do Hospital Regional destaca o seguinte:

Dentre as situações ele coloca que o teste rápido pós-morte positivo foi um subsídio adicional para confirmação do caso que já era sugestivo e possível de confirmação desde a admissão independente do teste desse exame. Ressalto que a utilização de métodos sorológicos devido a grande quantidade de falsos negativos não é utilizado como critério de investigação clínica de casos clínica epidemiológica de casos da COVID-19. Concluo portanto que trata-se de óbito de Sars-CoV-2 e que não se trata portanto de infecção adquirida no hospital e sim na comunidade.

A DENÚNCIA
Os familiares denunciaram que o paciente apresentou sintomas da doença, mas foram feitos dois testes na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e deram negativo para COVID-19, já o teste feito pelo Hospital Regional após a morte do paciente deu positivo para coronavírus:

“Depois que ele faleceu fizeram um teste e disseram que foi COVID-19, só que ele fez dois testes antes e deram negativo, se ele adquiriu essa doença foi dentro do hospital, depois que ele morreu fizeram o teste, vai ser enterrado igual a um animal”, disse Flávio, enteado do paciente.

DIÁRIO DO SERTÃO

BOA NOTÍCIA

VÍDEO: Trecho que vai levar água da transposição para Cajazeiras será concluído em julho de 2021

SAÚDE

VÍDEO: Secretário de saúde diz que a PB está pronta para receber vacinas, mas presidente adia campanha

COLAPSO

VÍDEO: Empresário cajazeirense que mora em Roraima revela que oxigênio deve acabar em 14 dias

SAÚDE

VÍDEO: Após crise no Amazonas, diretor do Hospital Regional diz se o oxigênio pode acabar em Cajazeiras

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!