header top bar

José Ronildo

section content

Bom Censo

26/02/2021 às 09h33

Coluna de José Ronildo

Por José Ronildo

O presidente da Câmara dos DeputadosArthur Lira (PP-AL), afirmou que a decisão do Plenário de manter a prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) vai mudar o comportamento dos parlamentares. Para Lira, a decisão permitirá que o ambiente seja mais “respeitoso” e sem “radicalismos”.

A prisão de Silveira foi decretada na terça (16) pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, e referendada por unanimidade pelo plenário do STF na quarta (17). Coube ao plenário da Câmara, nesta sexta, decidir se mantinha ou derrubava a prisão. Por 364 votos a 130, a Câmara decidiu manter Silveira preso.

Silveira foi preso após ter divulgado um vídeo no qual fez apologia ao Ato Institucional 5 (AI-5), instrumento de repressão mais duro da ditadura militar, e defendeu a destituição de ministros do STF. As reivindicações são inconstitucionais.

“O fato fora da curva que aconteceu hoje será um marco de mudança interna no comportamento dos senhores deputados no plenário desta Casa. Respeito, trato cordial, debate amplo, mas sempre respeitoso. Nós não podemos deixar que ofensas pessoais, radicalismos e colocações que não são bem-vindas no plenário continuem acontecendo, e os extremos continuem se digladiando”, afirmou Lira.

Ao comentar a votação desta sexta, o presidente da Câmara também afirmou que a votação desta sexta foi “sacrificante” e que é preciso respeitar a democracia.

“Essa sessão de hoje não deixa nenhum deputado com clima de tranquilidade nem de felicidade. Votação muito sacrificante para todos. Todos os deputados sabem o que representa esse voto para a instituição. O que nós esperamos, do dia de hoje por diante, em síntese, vai ser o que colocamos no início da sessão: respeito à democracia e limites a todos os poderes”, afirmou.

Arthur Lira disse ainda que é preciso respeitar a independência dos poderes, mas que a Câmara atuará de forma “firme” para que casos como o de Daniel Silveira não aconteçam mais. “Esse caso foi extremamente lateral, fora da curva, especialíssimo e não haverá outros casos como esse.”

Rápidas

*Segundo a revista Época, o deputado federal Wellington Roberto, um dos mais influentes do “Centrão” e hoje, apoiador do governo Bolsonaro, emplacou o filho Bruno Roberto, como assessor especial do presidente do Banco do Nordeste e a esposa, Deborah Roberto, como diretora de Saúde Ambiental da Funasa. Tudo em família. O que não é novidade na nossa política.

*O deputado estadual, Júnior Araújo esteve acompanhado do diretor do HRC, Emanoel Telamon esteve reunido com a Secretária Executiva de Saúde do Estado, Renata Nóbrega, oportunidade em que foi discutida a situação crítica da unidade hospitalar, com ocupação de 100% dos leitos de UTI destinados a pacientes com Covid-19. Na ocasião ficou definido a instalação de mais cinco leitos de UTI.

José Ronildo

José Ronildo

Redator do Jornal Gazeta, Radialista e apresentador do Microfone Aberto da Rádio Alto Piranhas

Contato: altopiranhas@uol.com.br

DE CORTAR O CORAÇÃO

VÍDEO: Égua, cega e abandonada cai por duas vezes no canal do Estreito e é resgatada por ONG em Sousa

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Dráuzio Varella faz palestra em evento online da Faculdade Santa Maria e fala sobre a pandemia

PROTEÇÃO NECESSÁRIA

VÍDEO: Coronavac protege cerca de 80% do risco de morte, diz secretário executivo da Saúde da Paraíba

PARAÍBA

VÍDEO: Secretário executivo de Educação explica nova meta de alfabetização e fala em obras em Cajazeiras

José Ronildo

José Ronildo

Redator do Jornal Gazeta, Radialista e apresentador do Microfone Aberto da Rádio Alto Piranhas

Contato: altopiranhas@uol.com.br

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!