header top bar

Rui Galdino

section content

Ditadura, não. Intervenção militar, já. Acorda Brasil!

16/10/2017 às 09h37

Só quem tem medo de militares, são vagabundos, corruptos, bandidos, desocupados que vivem do dinheiro público, baderneiros, políticos e intelectuais sujos e inescrupulosos, imprensa comprometida, etc.

A cada dia que passa, o nosso país continua sangrando e sangrando muito. Até parece que a safadeza, corrupção, crise política, econômica e moral não tem mais fim. E o pior, é que todo dia aparece um fato novo que decepciona e deixa o povo brasileiro cada vez mais indignado. É bom lembrar, que acima das leis está a Constituição Federal, porém, acima da CF, está a vontade do povo que deve ser respeitada e preservada.

Por mais que queiram tapar o sol com a peneira, está evidente que o nosso Brasil, está vivendo uma grande e extraordinária crise institucional. E isso ocorre, à partir do momento em que a cúpula dos poderes constituídos da nação, não funcionam mais a contento, ou seja, não satisfazem a vontade do povo. Afinal, a quem pertence o Brasil, ao povo ou aos poderes constituídos?

Vejam bem, o Poder Executivo, através da presidência da república, infelizmente, não consegue mais governar o país. Presidente e principais Ministros de Estado, envolvidos e denunciados em vários crimes pelo Ministério Público Federal, estão se aproveitando do poder, para barganhar, negociar com o dinheiro público e fazer o que puder para se livrar das acusações e se manterem no poder o máximo possível.

O Poder Legislativo, através da Câmara Federal e Senado Federal, estão completamente desmoralizados perante à opinião pública nacional e também não produzem nada de positivo para a nação e o estado brasileiro. Deputados e Senadores, estão envolvidos também em várias denúncias, protagonizam um grande balcão de negócios com o Poder Executivo, e na verdade, a esta altura do campeonato, só pensam na manutenção dos seus privilégios e nas eleições do ano que vem.

O Poder Judiciário, através do STF, também tem deixado muito a desejar e lamentavelmente, já se encontra desacreditado pelo povo brasileiro. Além de demorar muito em suas decisões, que colaboram para a impunidade e aumento da crise em que o país vive, o STF, que está literalmente dividido em dois times, tem sido uma fera contra miúdos e uma verdadeira mãe contra graúdos.

Então minha gente, quando a cúpula dos poderes constituídos da nação, não funcionam mais como deveria ser e estão totalmente desacreditadas pelo povo, o país vive uma crise institucional, sim senhor! E a nossa é bastante grave, pois, está demorando muito e o país continua sangrando na UTI, uma vez que, a cada dia, delações e mais delações de corrupção se sucedem e todos os envolvidos tentam se protegerem ao máximo possível às custas do poder e dos cofres públicos.

Até quando tudo isso vai continuar acontecendo? Numa democracia normal, tudo deve ser resolvido através da atividade política, ou seja, das ações do Executivo e Legislativo. No entanto, no Brasil, a política atual, não resolve mais nada e está completamente desmoralizada. Diante da crise que vivemos atualmente, você acha que o Presidente da República, Ministros de Estado, Deputados Federais e Senadores, tem moral e credibilidade para resolver alguma coisa nesse país?

Assim sendo, quando a política não funciona mais de acordo com a vontade do povo, cabe ao Poder Judiciário, a missão de resolver as graves crises que o país atravessa, através das suas decisões, no entanto, o Judiciário, através do STF, também tem sido lento, partidário e complacente com tudo isso que aí está. E agora, o que fazer?

Lembram o que disse recentemente o general Mourão? Ele disse, que as Forças Armadas, estavam esperando que o Poder Judiciário, através do STF, resolvesse os graves problemas que o país atravessa, com decisões firmes e rápidas, caso contrário, poderíamos ter uma intervenção militar nesse país, para colocar a casa em ordem.

Pois bem. Quando a política ( Executivo e Legislativo ), estão desmoralizados perante o povo e sem condições de resolver mais nada, cabe ao Judiciário, as decisões de resolver e manter a estabilidade democrática, porém, a cúpula do Judiciário – STF, através da sua lentidão e recentes decisões pífias, também está desacreditada pelo povo. Por isso, vivemos sim, uma grave crise institucional, onde alguém tem que fazer alguma coisa!!!!

Além disso, o país está sem líderes. O que temos são lideranças políticas fajutas, corrompidas e sem nenhuma credibilidade. Será que o Brasil vai continuar sangrando na UTI até a eleição do ano que vem? Vão deixar esse povo todo continuar roubando o nosso país na maior cara de pau do mundo? São 513 deputados federais, 81 senadores, o Presidente da República e toda uma máquina pública caríssima e obsoleta em torno deles, para quê?

O que este povo tem feito em benefício do país e da população brasileira? Será que vamos esperar mais de um ano com corrupção, safadeza e uma cúpula do Judiciário acovardada, lenta e complacente com tudo isso? Será? Sou contra qualquer tipo de ditadura, porém, o Brasil, está precisando de uma intervenção militar nos poderes constituídos urgentemente, pois, nada está funcionando a contento e deixando muito a desejar. A função dos militares, não é perseguir o povo, e sim, defender a nação contra os perigos externos e internos. Atualmente, o nosso país está entregue às “baratas”, por isso, passa por um grande perigo interno.

Cuidado, para não confundir ditadura com intervenção militar! São coisas completamente diferentes, ou seja, ditadura, é a tomada do poder por um golpe militar, e isso, não cabe mais para o Brasil. Intervenção militar, não é golpe. É necessário que o povo exija. Tem amparo constitucional. No caso atual do Brasil, o Exército intervém, assume o poder, fecha o Congresso, prende os gatunos da nação, e em 60 dias promove novas eleições no país. E é isso, que o povo brasileiro deseja nesse momento. Só é contra uma intervenção militar, quem tem culpa no cartório, rabo preso com a safadeza e não quer perder privilégios, nem o poder.

A esmagadora maioria do povo brasileiro, gente decente e trabalhadora, não tem medo de intervenção militar de qualidade nenhuma. Só quem tem medo de militares, são vagabundos, corruptos, bandidos, desocupados que vivem do dinheiro público, baderneiros, políticos e intelectuais sujos e inescrupulosos, imprensa comprometida, etc. O homem e a mulher de bem, não tem por que ter medo da ordem, da moral, da ética, do civismo e dos bons costumes. No Brasil atual, o poder que emana do povo e em seu nome deva ser exercido, não está mais sendo exercido em nome do povo, não está mais nas mãos do povo, por isso, se faz necessário uma intervenção militar já em favor do povo, para que a normalidade institucional volte a prevalecer e para que o poder também volte para as mãos do povo e em seu nome seja realmente, exercido.

Essa é que é a verdade, dura e crua, por isso, o Brasil vive uma grave crise institucional, sim senhor, e alguém tem que fazer alguma coisa urgentemente!!!! Se a política não resolve mais, se o Judiciário está longe de resolver, então, só resta aos militares resolver, intervindo nos poderes em favor do povo, chamando o feito à ordem, arrancando do poder, prendendo e punindo os “gatunos” da nação de todos os poderes e restabelecendo no tempo oportuno, a nossa democracia. O Brasil precisa urgentemente de um STF, verdadeiramente independente, rápido e eficiente. O Congresso Nacional precisa ser fechado para balanço, pois, é super caro, corrupto e nada produz em favor do povo, apenas deles mesmos.

A presidência da república, precisa ser renovada urgentemente!!! Viva um novo Brasil, sem esta gente que aí está, pois, estão todos comprometidos com a corrupção. CHEGA! A depuração tem que ser total, pois, a podridão em todos os poderes da nação, é generalizada. Temos exceções, porém, a esta altura do campeonato em que o Brasil se encontra na UTI, infelizmente, não é mais possível separar o joio do trigo. Esperar as eleições de 2018, com toda essa gente continuando no poder, é não querer resolver nada e ser complacente com a safadeza estabelecida.

Esse povo todo que aí está, principalmente, na presidência da república e no congresso nacional, perderam a decência e a compostura perante o povo. Não tem mais condições de resolverem nada em favor do Brasil, apenas, dos seus interesses pessoais e mais nada. Querem apenas se perpetuarem no poder para se protegerem. Agora, todos estão se unindo para se defenderem entre si. É hora sim, de uma intervenção militar. CHEGA de tanta safadeza e corrupção! O povo brasileiro não aguenta mais ver a impunidade, a desordem e a corrupção prevalecerem.

Esperar até o final de 2018, é demais!!! E o Brasil sangrando na UTI. Reformas e deformas, só de acordo com os interesses deles. Afinal, 2018 se aproxima e eles precisam se reelegerem. Como se não bastasse o dinheiro roubado da nação, eles agora, vão fazer campanha eleitoral com o dinheiro público oficializado. Pois é, dinheiro para as campanhas eles aprovaram rapidamente! Só para se ter uma idéia, o PMDB, partido do presidente Temer, terá mais de 300 milhões de reais para distribuir entre seus futuros candidatos em 2018, tudo isso com dinheiro nosso. Já pensou? Uma vergonha, um insulto, uma tapa na nossa cara! Verdadeiros bandidos… Por isso e muito mais, INTERVENÇÃO MILITAR JÁ! Pra ontem, esse povo não pode mais passar um dia sequer no poder. São cínicos, inescrupulosos, sem vergonhas, e estão zombando e frescando com a nossa cara. CHEGA!!!! E o povo? Até quando nós, o povo brasileiro, vamos continuar sendo apenas um detalhe para eles?

Ditadura, não. Intervenção militar, já. Acorda Brasil!

Rui Galdino

Rui Galdino

Rui Galdino, é advogado, jornalista, empresário e apresentador do programa CONVERSANDO COM RUI GALDINO, na TV MASTER.

Contato: ruigaldino@hotmail.com

Recomendado para você pelo google

COBRA REAJUSTE DE 2018

VÍDEO: Sindicalista elogia Zé Aldemir por salário de professores, mas diz que felicidade é ‘entre aspas’

ANALISAR MELHOR FORMA

Presidente da OAB Nacional diz que irá discutir modelo legal para a questão do armamento no Brasil

PARTICIPE!

Retiro de Carnaval de Pombal recebe adesão de fiéis para a execução do maior evento religioso da cidade

SANTA MARIA

VÍDEO: Faculdade de Cajazeiras é contraponto a injustiças sociais e falta de ‘gentilezas’, diz diretora

Rui Galdino

Rui Galdino

Rui Galdino, é advogado, jornalista, empresário e apresentador do programa CONVERSANDO COM RUI GALDINO, na TV MASTER.

Contato: ruigaldino@hotmail.com