header top bar

José Ronildo

section content

Fatos que entristeceram

03/01/2020 às 09h00

Coluna de José Ronildo

Infelizmente tivemos neste final de ano, fatos lamentáveis e que decepcionaram e entristeceram. O primeiro deles foi esse grande esquema de desvio de recursos da saúde e educação, via organizações sociais para encher os bolsos de poucos e financiar campanha eleitorais mantendo, numa tentativa de eternizar o projeto de poder de um partido político e que era chefiado pelo ex-governador Ricardo Coutinho, aclamado pelo povo nas últimas décadas como ótimo gestor e homem sério.

Tivemos também a prisão de um jovem político, no caso, Damísio Mangueira, ex-prefeito do município de Triunfo, recentemente formado em direito, ex-presidente da Associação dos Municípios do Alto Piranhas, nome que se tornou conhecido em toda região.

Para coroar, tivemos a prisão do prefeito de Uiraúna, médico, grande liderança política daquele município e que venceu todas as eleições que disputou nas últimas décadas, respeitado na região e que presidia um consórcio que conta com a participação de municípios da região de Uiraúna e até da região de Sousa, com o propósito de captar recursos e benefícios para a região.

Infelizmente foi preso pela Polícia Federal, acusado de colocar até dinheiro de propina na cueca, dinheiro público; dinheiro de uma adutora que ia matar a sede do povo de Uiraúna; dinheiro que também seria entregue ao deputado federal Wilson Santiago, responsável pela conquista dos recursos junto ao governo federal.

Não resta dúvidas de que a região de Uiraúna era privilegiada por contar com um deputado federal, que sem sombra de dúvidas conquistou obras importantíssimas, que melhoraram a vida da população, como a Barragem da Capivara; a federalização e construção da estrada asfaltada ligando Uiraúna a Poço Dantas, indo até Joca Claudino, um investimento de R$ 27 milhões; e por último, a adutora que vai levar água do açude de Lagoa do Arroz para a ETA da Capivara, obra orçada em mais de 24 milhões e que tinha como finalidade evitar o colapso no abastecimento d’água de Uiraúna e mais sete cidades, mas que, infelizmente, o interesse, pelo visto não era apenas beneficiar o povo e uma região carente, mas sim, se locupletar, embolsando parte desses recursos, em comum acordo com o gestor municipal. Comenta-se que essa prática vinha de longe.

Há alguns anos, a Controladoria Geral da União; Tribunal de Contas da União descobriram um esquema que vinha funcionando em vários municípios da Paraíba e até de estados, onde um “empresário” ganhava as licitações, sem ter um carro de mão, tirava o seu e entregava o número da conta para que os prefeitos, secretários ou pequenas empresas executassem as obras sem pagar os encargos sociais dos trabalhadores e os impostos. As suspeitas foram encaminhadas para o Ministério Público que desencadeou uma grande operação pela Polícia Federal, denominada de “Andaime”.

A impressão que a sociedade tem é que isso não vai acabar nunca, para não falarmos do Mensalão e da Operação Lava Jato, nem muito menos do maior ladrão do dinheiro público deste País, o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral. O mais lamentável foi vermos presidentes de tribunais de justiça e desembargadores presos, acusados de venderem sentenças.

Dificuldades
O prefeito de Cajazeiras, José Aldemir mesmo diante de todo esforço não conseguiu pagar o mês de dezembro do ano passado, aos servidores efetivos, ficando para este mês. Ele pagou o 13º salário e com atraso, o mês de novembro.
O prefeito para fazer esses pagamentos teve que exonerar boa parte dos ocupantes de cargos comissionados e demitir os contratados, que estavam, segundo as informações, com dois meses sem receber.

Além disto, o chefe do executivo municipal também leiloou os veículos que não tinham mais conserto e tentou leiloar imóveis e terrenos, tudo com o intuito de fechar as contas no final do ano e repor parte da reserva do Ipam, de quase oito milhões que ele gastou. Mesmo tendo recebido uma quota extra no mês de dezembro; os recursos oriundos do leilão do pré-sal, e um aumento significativo na última quota do FPM do ano, as contas não fecharam.
Além dos funcionários, contratados, comissionados, fornecedores e prestadores de serviço também foram sacrificados com atrasos. Os veículos de comunicação que prestaram serviços ao município também ficaram alguns meses sem receberam.

Além da queda de receita o prefeito culpa os altos salários dos professores, mesmo ressaltando a importância desses profissionais e o PCCR dos trabalhadores da saúde. Mesmo assim, o balanço foi positivo por parte da administração municipal no grande esforço para honrar os compromissos com os servidores efetivos do município.

CURTAS
O ex-prefeito Neto Lacerda informou que deverá reunir a imprensa, na primeira semana, depois do dia 20 de janeiro, para anunciar sua pré-candidatura a prefeito de São José de Piranhas.

Não resta dúvida que o deputado estadual, Júnior Araújo mostrou mais uma vez prestígio junto ao governo ao nomear o novo diretor do HRC.

O ano começa e o clima ainda é de indefinição nas hostes oposicionistas: Carlos Filho, dizendo que é pré-candidato e não abre; Jeová afirmando que seu grupo vai ter candidatura própria e o nome de Júnior Araújo ainda sendo especulado.

José Ronildo

José Ronildo

Redator do Jornal Gazeta, Radialista e apresentador do Microfone Aberto da Rádio Alto Piranhas

Contato: altopiranhas@uol.com.br

Recomendado para você pelo google

PROBLEMA SOCIAL

VÍDEO: Conselho Tutelar notifica pais por causa de crianças pedindo nos semáforos de Cajazeiras

OPÇÃO RELIGIOSA

VÍDEO: Retiro de Carnaval de Pombal anuncia programação da 35° edição com atrações a nível nacional

CAMPEONATO PARAIBANO

VÍDEO: Wesley, Éder Paulista e o técnico Ederson Araújo aprovam estreia do Atlético e elogiam a torcida

FALTA DE COMODIDADE

Professora cobra fiscalização na ocupação de calçadas por comerciantes que interfere a mobilidade urbana

José Ronildo

José Ronildo

Redator do Jornal Gazeta, Radialista e apresentador do Microfone Aberto da Rádio Alto Piranhas

Contato: altopiranhas@uol.com.br