header top bar

Rodrigo Limeira

section content

Físico dá dicas de uso consciente do telefone celular

07/08/2018 às 14h47

Um dos temas mais polêmicos do mundo científico na atualidade, e alvo de pesquisas desde 1993, a radiatividade na telefonia celular divide opiniões, mas o que todos os pesquisadores aconselham é o uso racional do aparelho,ou seja, seguindo regras.

Para o estudioso no assunto, o físico, meteorologista e mestre em Meteorologia Rodrigo Cézar Limeira, os fabricantes de telefones celulares afirmam que o celular é radiativo, ou seja, libera radiação não ionizante. Mas mesmo sendo inofensiva, adentra nos tecidos do corpo, e segundo o último estudo realizado, pode se combinar com os radicais livres presentes no organismo humano e favorecer o crescimento e aparecimento de tumores. No entanto, o conselho dos especialistas, é que mais estudos sejam realizados.

Não são apenas problemas relacionados ao câncer que aparecem em pessoas que usam celular de qualquer forma, mas uma série de outras complicações relacionadas à saúde. Essas evidências foram constatadas em diversos estudos já realizados, e de uma forma geral, para Rodrigo Cézar Limeira de 100 estudos já realizados, 93 relacionaram uso irrestrito do telefone celular a problemas de saúde, todos a longo prazo.

O estudioso lista alguns desses problemas: Mal de Alzaymer, depressão, ansiedade, vômitos, náuseas, malformação do feto em mulheres grávidas, insônia, dores de cabeça frequentes, perda da qualidade do sono, tendência de suicídio. Dentre os tipos de cânceres evidenciados nos estudos realizados estão: câncer no cérebro (sem cura), câncer na laringe e câncer nos olhos.

De toda forma, é bom lembrar que ainda não é 100% comprovado que o celular causa câncer, mas todos os pesquisadores, inclusive os próprios fabricantes defendem seu uso racional, com limites e seguindo regras.

Também é importante frisar que a indústria da telefonia celular movimenta bilhões de dólares todo ano, e há na realidade um grande interesse econômico por trás da venda desse eletroeletrônico, que gera altos lucros para grandes conglomerados industriais, já que bilhões de pessoas usam atualmente o aparelho no mundo.

Vejam abaixo alguns cuidados que devem ser tomados no uso diário do telefone celular. Vale frisar que em nenhum momento, as pesquisas dizem que as pessoas não devem usar o celular, mas que seu uso correto é importante, para amenizar os efeitos da radiação liberada pela bateria do aparelho:

  • Evite falar com o celular colado no ouvido, pois o contato direto da pele com a aparelho é prejudicial à saúde, o certo é utilizar o fone de ouvido ou o dispositivo viva voz;
  • Evite dormir com o celular ligado dentro do quarto e principalmente embaixo do travesseiro, pois as ondas eletromagnéticas do aparelho afetam a qualidade do sono e podem tornar as dores de cabeça mais frequentes;
  • Evite usar o celular ligado preso ao cinto, ou no bolso, e no caso das mulheres entre os seios, pois o contato com a pele poderá trazer problemas de saúde futuros, segundo os especialistas, o ideal é guardá-lo dentro de uma bolsa;
  • Evite falar com o celular em ambiente fechado já que a pouca circulação de ar faz o corpo humano absorver muita radiação;
  • Evite falar com o celular quando estiver dirigindo, pois isso tira a atenção do motorista e pode causar um acidente;
  • Evite presentear uma criança com um celular, pois o crânio das crianças tem cerca de 0,5 mm de espessura, enquanto o de um adulto tem cerca de 2mm, dessa forma o cérebro de uma criança está mais exposto a radiação emitida pelo celular, tal fato só comprova o que todos deveriam saber, que o celular é produzido para ser usado exclusivamente por adultos;
  • Evite também fazer ou receber ligações de celular quando o mesmo estiver recarregando a bateria, pois um defeito na bateria ou na rede elétrica pode provocar uma explosão no aparelho, ou matar o usuário de um choque;
  • Evite usar celular importado, pois sua bateria emite mais radiação que a de um celular de marca conhecida, por sua vez o celular de marca conhecida possui o selo de qualidade da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), que regulamenta que a fabricação do mesmo obedece aos padrões de segurança e qualidade. No caso do importado, os riscos de o mesmo explodir quando o usuário estiver fazendo alguma operação é maior.

Outras dicas:

  • Não comprar celular que tenha o elemento químico Níquel em sua composição: O Níquel causa alergia, e pode deixar o ouvido, nariz e o rosto do usuário do aparelho irritado, ou seja, com manchas vermelhas depois de uso intenso do mesmo. Dessa forma, antes de comprar o celular, verifique sua composição na embalagem;
  • Não usar durante muito tempo o celular para jogar, passar mensagens ou navegar na internet: Os estudos mostram que pessoas que passam várias horas por dia realizando essas atividades com o telefone celular, a longo prazo podem ter sérios problemas na visão;
  • Procure desligar o telefone quando for a um posto de combustíveis:

A bateria do celular ligado libera faíscas, que perto de combustíveis podem causar uma explosão, dessa forma, é mais seguro desligar o aparelho quando for abastecer o carro ou moto num posto de gasolina. Há registros de mortes provocadas por episódios dessa natureza em grandes cidades do Brasil;

  • Nunca faça operações com o celular quando o mesmo estiver superaquecido: Muitas pessoas costumar durante os dias quentes, sair do carro deixando o celular ligado dentro do automóvel, aí depois de muito tempo, ao retornarem, costumam realizar operações com o aparelho. Esse telefone esteve submetido à hiper aquecimento, e se for utilizado nessas condições poderá explodir. O ideal é esperar alguns minutos para que o aparelho esfrie e assim possa ser usado;
  • Evite passar mais de duas horas seguidas olhando para o visor do celular, notebook, tablet ou computador pessoal, pois a exposição à radiação liberada pela tela desses eletroeletrônicos, pode a longo prazo provocar Degeneração Macular, com a perda gradativa da visão;
  • Evite usar o celular para navegar na internet, notebook, tablet ou computador pessoal com o ar condicionado ou central de ar ligados por longos períodos, pois esses climatizadores reduzem significativamente a umidade do ar no ambiente refrigerado, fato que pode prejudicar a lubrificação do olho, tornando-o mais expostos aos efeitos danosos da radiação.
Rodrigo Limeira

Rodrigo Limeira

Rodrigo Cézar Limeira
Formado em Física pela Faculdade Chaffic – São Paulo/SP – 2012;
Formado em Meteorologia pela UFCG – C. Grande/PB – 2006;
Mestre em Meteorologia pela UFCG – C. Grande/PB – 2008;
Físico do NEPEN (Núcleo de Estudos e Pesquisas do Nordeste) de Julho de 2012 à Março de 2015, Editor do Portal Ciência em Foco: (www.cienciaemfoco.com) e Consultor de Clima da Empresa Federal Energia desde Dezembro de 2015.

LAMENTÁVEL

LAMENTÁVEL: vigilante morre assassinado a tiros ao reagir a assalto em posto de combustíveis em Sousa

ELEIÇÃO DA FEDERAÇÃO

VIXE: Para Aldeone, falta de apoio a Arlan Rodrigues na FPF foi covardia e Cajazeiras está “ensinando a Paraíba a trair”

CRÍTICA E CONSELHO

Jornalista diz que rádio de Cajazeiras está ultrapassado e precisa repensar conteúdo para não ‘morrer’

TOTALMENTE RENOVADO

VÍDEO: Com mais elegância e tecnologia, novo carro da Wolkswagen é lançado com festa em Cajazeiras

Rodrigo Limeira

Rodrigo Limeira

Rodrigo Cézar Limeira
Formado em Física pela Faculdade Chaffic – São Paulo/SP – 2012;
Formado em Meteorologia pela UFCG – C. Grande/PB – 2006;
Mestre em Meteorologia pela UFCG – C. Grande/PB – 2008;
Físico do NEPEN (Núcleo de Estudos e Pesquisas do Nordeste) de Julho de 2012 à Março de 2015, Editor do Portal Ciência em Foco: (www.cienciaemfoco.com) e Consultor de Clima da Empresa Federal Energia desde Dezembro de 2015.