header top bar

Renato Abrantes

section content

Pobre Saramago

23/06/2010 às 00h00

Pobre Saramago. Morreu.

Homem que fez portugueses se envergonharem de sua cidadania, agora está contemplando quem combateu.

Não diria que o pobre Saramago fosse ateu. Não creio que eles existam. O que chamam de ateísmo é somente uma das maneiras de relacionar-se com Deus, negando-o. O pobre Saramago não era ateu. Era somente um daqueles inúmeros anticlericais que surgiram ao longo da história e que sentiam um prazer quase que sexual em falar da Igreja.

A negação de Deus no pobre Saramago é apenas um acessório. Além do mais, combater a Igreja rende dinheiro e apoio público. Nada mais lucrativo do que falar mal da Igreja.

O pobre Saramago compreendeu bem isso e seus livrinhos lhe garantiram uma vida bem estável. Imaginem que até mesmo o Nobel ele conseguiu (se bem que, instituição desmoralizada).

Que será do pobre Saramago?

Imagino que os céus se abriram para ele. O Deus combatido pelo pobre português o recebeu com festa.

É aquela velha história: o feitiço virou contra o feiticeiro. Ou, numa linguagem mais cristã, Deus é bom.

Ele, no início dos tempos, já previa a petulância de quem não acreditaria nEle e chegaria a dizer que “meu Deus é esta nota de cem reais”, ou, como um antigo comerciante de Cajazeiras, sentaria num barril de gasolina e desafiaria a Deus, urrando que, “se Deus existe, que exploda este barril”.

Gostaria muito de contemplar o rosto de um ateu entrando no céu. Deve ser um espetáculo sem nenhuma comparação.

Daria tudo para estar ao lado do pobre Saramago, entrando no céu e sendo acariciado por Deus; este, alegre por tê-lo recebido, aquele, arrependido por tê-Lo negado.

Renato Abrantes

Renato Abrantes

Advogado (OAB/CE 27.159) Procurador Institucional da Faculdade Católica Rainha do Sertão (Quixadá/CE)

Contato: moreirabrantesadv@gmail.com

À DISPOSIÇÃO DA JUSTIÇA

VÍDEO: Comandante dá detalhes da prisão de suspeito detido na região de Sousa após assalto a carro-forte

DESABAFOU

VÍDEO: Professor fala sobre decepção por falta de apoio para instalar o Museu do Futebol em Cajazeiras

CRÍTICA

VÍDEO: Pastor de São João do Rio do Peixe cita exemplos de xenofobia e exalta qualidades do Sertão

LEMBRAR SEMPRE

VÍDEO: Médico que marcou a história da política do Rio Grande do Norte terá trajetória narrada em livro

Renato Abrantes

Renato Abrantes

Advogado (OAB/CE 27.159) Procurador Institucional da Faculdade Católica Rainha do Sertão (Quixadá/CE)

Contato: moreirabrantesadv@gmail.com

Recomendado pelo Google: