header top bar

José Ronildo

section content

Voltar jamais

21/02/2020 às 08h12

Coluna de José Ronildo

O vereador de Cajazeiras e ex-líder do governo na Câmara Municipal, Jucinério Félix (Cidadania) disse que os rumores sobre sua volta o grupo liderado pelo prefeito José Aldemir (PP) não são verdadeiros.

Faço oposição ao atual governo e tenho uma posição definida. Por Dra. Paula eu estaria no grupo, mas nossa relação é apenas de amizade. Converso sempre com a deputada, mas as questões politicas estão encerradas.

Na realidade, o vereador Jucinério Félix esperava uma coisa do prefeito José Aldemir, mas foi outra completamente diferente. Ele certamente imaginava que, pelo fato de ter vestido a camisa da candidatura de Aldemir iria ter o mesmo prestígio e espaço que teve quando Léo Abreu foi prefeito, oportunidade em que comandou a Secretaria de Desenvolvimento Humano, o que não aconteceu. Suas indicações, inclusive, para Cultura foram todas refugadas. Segundo ele, a equipe de governo foi definida sem sequer ouvir os vereadores.
Na campanha estadual, Jucinério procurou ser fiel aos seus princípios, como defensor de Lula e Dilma quando afirmava que não votava em golpista, inclusive, se referindo a Agnaldo Ribeiro, o candidato de Zé Aldemir a deputado federal.

Segundo ele, o prefeito não foi democrático e não aceitou sua decisão. “Ele não aceitava que ninguém o contrariasse e todos tinha que votar nos candidatos”, disse chegando a chamar, em uma entrevista no Rádio Vivo, o prefeito de Coronel e Homem da Casa Grande, onde todos tinham que obedecer. Não tem volta. Dois bicudos não se bicam, teria dito o vereador que foi “forçado” a migrar para o grupo que fez oposição ferrenha e com entusiasmo durante muitos anos. É a dinâmica da política. Lógico, Jucinério pode ter feito essas declarações em um momento de raiva; de decepção e poderia deixar de lado; passar uma borracha, mas parece que não é o que vai acontecer.

Na realidade o vereador Jucinério merecia um bom espaço no governo e o reconhecimento por parte do prefeito do seu empenho na campanha, vestindo a camisa de verdade, como reconheceu o ex-prefeito Léo Abreu. Aliás, o PT de Cajazeiras também rompeu com Zé Aldemir alegando justamente isso. Segundo Rigonaldo, o partido só era importante e era procurado na véspera da campanha, depois de eleito, era esquecido pelo gestor. O prefeito José Aldemir precisava ter consciência de que ele foi eleito por um conjunto de forças que tinha outros posicionamentos nas eleições estaduais e nacional bem diferentes dos seus.

Campanha
Uma campanha proposta pela ministra Damares gerou muita polêmica. Vários especialistas foram ouvidos: Convencer os adolescentes a retardar a iniciação sexual, como forma de reduzir o alto índice de gravidez na adolescência. Estamos falando de meninas com 12 anos de idade, disse a ministra. O primeiro grande teste da campanha será o Carnaval. Os especialistas acham que ela não surtirá efeito já que o ideal é a informação e o diálogo.

Emendas
O prefeito José Aldemir precisa correr para Brasília em busca de emendas visando garantir obras de infraestrutura, como calçamento, afinal, as 23 ruas que estão sendo pavimentadas com emendas dos senadores Raimundo Lira e Deca estão sendo concluídas.

O próprio gestor afirma que Cajazeiras ainda tem 500 ruas sem pavimentação. Outra obra que vai precisar de emenda parlamentar e talvez de bancada é a ligação da João de Sousa Maciel a BR 230. Perimetral Norte é um sonho distante.

Esgotando
Os vereadores de Cajazeiras só têm até o final d março para decidir o que vão fazer em relação à questão da filiação partidária. As coligações partidárias na proporcional facilitava a vida desses vereadores. Agora terão que escolher um partido, tendo em vista que as coligações acabaram, entretanto, o coeficiente eleitoral continua. Alguns parlamentares, como Kleber Lima, Roselânio e Lindemberg, que hoje estão no PTB, aguardam a definição sobre quem vai assumir o comando do Cidadania: Denise ou Marcos Barros? Rivelino Martins quer fortalecer o PSB para a disputa de vereador. Os vereadores de situação devem formar dois grupos: um no PP e outro, dos nanicos, no PSDB. Enfim, vão ter que fazer muita conta até chegarem a um denominador comum.

Baixas
O grupo dos Nanicos, coordenado pelo ex-vereador Chico de Bianor sofreu mais duas baixas. Trata-se dos ex-vereadores, Radialista e professor de Educação Física, Ivanildo Dunga e Raimundinho, funcionário público municipal. Eles vão para o PSDB, partido que vai abrigar os candidatos nanicos no esquema do prefeito José Aldemir. Já haviam perdido nomes como Serafim da Palhoça, Galego da Sucam e Cida.

Candidata

*O deputado estadual Júnior Araújo disse que está decidido: Denise é a candidata do governador João Azevedo em Cajazeiras.
*Os telespectadores católicos estão reclamando do sinal aberto da Rede Vida (analógico e digital) que está fora do ar há vários dias.

FOTO: Todas as ruas do Bairro Sol Nascente foram pavimentadas. Ficou apenas essa sem o serviço. Trata-se de Januário Rolim Albuquerque. Por ouro lado, dezenas de ruas na cidade, certamente por serem planas, mesmo tendo poucas casas foram calçadas.

José Ronildo

José Ronildo

Redator do Jornal Gazeta, Radialista e apresentador do Microfone Aberto da Rádio Alto Piranhas

Contato: altopiranhas@uol.com.br

INSUFICIÊNCIA RENAL

VÍDEO: médico revela que 30% dos pacientes que tiveram a COVID-19 precisarão passar por hemodiálise

CONFIRA OS NÚMEROS

VÍDEO: Pelo 2º dia consecutivo, Cajazeiras tem mais casos recuperados de Covid-19 do que confirmados

MANTENDO EM DIA

VÍDEO: Prefeito de São José de Piranhas anuncia data de pagamento de toda a folha salarial de julho

POSSIBILIDADES DA ÁGUA

VÍDEO: Padre diz que transposição só será aproveitada se Bolsonaro desbloquear recursos para a ciência

José Ronildo

José Ronildo

Redator do Jornal Gazeta, Radialista e apresentador do Microfone Aberto da Rádio Alto Piranhas

Contato: altopiranhas@uol.com.br

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!