header top bar

José Ronildo

section content

Voto impresso

04/12/2020 às 09h42

Coluna de José Ronildo

Por José Ronildo

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) votou hoje de manhã escola na municipal Rosa Da Fonseca, na Vila Militar, na zona oeste do Rio de Janeiro. Sem apresentar provas de possíveis fraudes, ele voltou a questionar a segurança do voto eletrônico e declarou ter votado em Marcelo Crivella (Republicanos). “Eu espero do sistema eleitoral brasileiro que em 2022 tenhamos um sistema seguro, que possa dar garantias ao eleitor que em quem ele votou o voto foi efetivamente para aquela pessoa. O voto impresso é uma necessidade, as reclamações são demais. Eu estou vendo trabalho de hacker aqui e em qualquer lugar. A apuração tem que ser pública. Quem não quer entender isso, eu não sei o que prensa da democracia, questionou o presidente.

Bolsonaro disse que tem conversado com as lideranças do Congresso para avaliar a volta do voto impresso. “Podemos continuar votando e não tendo a certeza se aquele voto foi ou não para aquela pessoa. E deixar bem claro, o voto impresso, ninguém bota a mão no papel, fica atrás do visor. Ele concorda depois de seu voto ser imprimido (SIC) e cai dentro da urna. Qualquer delegado de partido pode pedir recontagem naquela área e você vai ter a comprovação do voto eletrônico no papel, é pedir muito? I8ndagou.

Cachoeira dos Índios

O ex-prefeito de Cachoeira dos Índios, Francisco Dantas Ricarte, conhecido como Bodim, teve suas conta do exercício de 2016 aprovadas pela Câmara Municipal. A sessão aconteceu na noite desta quarta-feira (25). Essa é a nona conta aprovada do ex-gestor sertanejo, que por sua vez, agradeceu o trabalho o poder legislativo. “Recebi com muita alegria a informação e só reforça o que esperávamos, já que cumprimos tudo que foi solicitado em tempo hábil. Agradecer minha equipe pela transparência e assessores diretos pela colaboração,” comentou. Abraço para o nosso leitor, ex-prefeito de Cajazeiras e meu vizinho, grande bem feitor dessa cidade, Francisco Matias Rolim.

Esquerda viva

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), foi reeleito nesse domingo, mas para o candidato do PSOL, Guilherme Boulos, a sensação é de gosto de vitória.

Boulos conseguiu o melhor resultado no PSOL desde que o partido começou a disputar as eleições para a Prefeitura de São Paulo. Nas anteriores, o partido sequer teve chances reais de chegar ao segundo turno. Em comparação aos desempenhos de 2008, 2012 e 2016, as candidaturas somaram 289 mil votos, neste ano, sozinho, Boulos chegou perto de 1,1 milhão no primeiro turno.

O presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, disse que o processo eleitoral na capital paulista consolidou Boulos “como a principal liderança da esquerda em São Paulo”.

O desempenho de Boulos, que teve a Uniranense e ex-prefeita de São Paulo, Erundina como vice, realmente surpreendeu e mostrou que a esquerda ainda está viva. Já em Porto Alegre, a ex-candidata a vice-presidente de Haddad na última eleição presidencial disputou o segundo turno, entretanto, não venceu a eleição.

Torcida

Parece que Zé Aldemir e Drª Paula aumentaram a torcida para uma aliança entre o PP de Agnaldo Ribeiro e o Cidadania do governador João Azevêdo também para as eleições estaduais de 2.022.

Agnaldo poderia sair para o Senado e Daniele, vice de João, por exemplo. Isso selaria o distanciamento de Aldemir com os Cunha Lima. Já em Cajazeiras, certamente o grupo de Carlos, Denise e Júnior Araújo buscaria um outro palanque.

Esse grupo mesmo sendo oposição em Cajazeiras com as duas últimas vitórias de Zé Aldemir continua sendo governo em nível estadual; são 8 anos de Ricardo Coutinho e mais dois anos de João Azevêdo. Isso demonstra que as eleições municipais não têm muita relação com as municipais.

Rápidas

*A vereadora Raelza Borges aceitou o convite do prefeito José Aldemir para ser líder do governo na Câmara Municipal.

*Abraço da coluna para o médico cardiologista e intensivista, Dr. Joab Sales, grande profissional da nossa medicina.

*No Recife tivemos uma disputa entre primos: João Campos, filho do ex-governador do Pernambuco Eduardo Campos, morto em um acidente aéreo quando disputar a Presidência da República foi eleito prefeito. Ele é do PSB e enfrentou a prima Marília Arraes, do PT.

*O desempenho do radialista cajazeirense Nilvan Ferreira, que disputou de igual para igual o segundo turno das eleições da capital, contra Cícero Lucena, mostra que o rádio e a TV não morreram com a chegada a internet.

*Já se especula alguns nomes para sucessão de José Aldemir. Entre os nomes citados estão: Pablo Leitão, Thiago Macambira e João de Deus Quirino Filho. No grupo de Denise a bola da vez seria Júnior Araújo.

José Ronildo

José Ronildo

Redator do Jornal Gazeta, Radialista e apresentador do Microfone Aberto da Rádio Alto Piranhas

Contato: altopiranhas@uol.com.br

BOA NOTÍCIA

VÍDEO: Trecho que vai levar água da transposição para Cajazeiras será concluído em julho de 2021

SAÚDE

VÍDEO: Secretário de saúde diz que a PB está pronta para receber vacinas, mas presidente adia campanha

COLAPSO

VÍDEO: Empresário cajazeirense que mora em Roraima revela que oxigênio deve acabar em 14 dias

SAÚDE

VÍDEO: Após crise no Amazonas, diretor do Hospital Regional diz se o oxigênio pode acabar em Cajazeiras

José Ronildo

José Ronildo

Redator do Jornal Gazeta, Radialista e apresentador do Microfone Aberto da Rádio Alto Piranhas

Contato: altopiranhas@uol.com.br

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!