header top bar

section content

No comando do PSB de Campina Grande, Thompsom Mariz garante permanência de Fábio Maia na legenda

Segundo Mariz, apesar da divergência, Fábio continua no partido exercendo seu cargo de chefia do governador.

Por Luzia de Sousa

21/03/2016 às 09h24

Thompson Mariz se aposenta

Recém nomeado como presidente do PSB em Campina Grande, o professor Thompson Mariz, garantiu que o chefe de gabinete e ex-dirigente Fábio Maia permanece na legenda.

Em entrevista a Rádio Correio FM, Thompson explicou à saída de Fábio alegando que ele discordou da candidatura de Adriano Galdino pelo PSB a prefeitura de Campina Grande.

Segundo Mariz, apesar da divergência, Fábio continua no partido exercendo seu cargo de chefia do governador.

– Houve umas divergências e isso não quer dizer que ele vá abandonar o partido, mas preferiu não ficar a frente. Eu tenho um excelente relacionamento com Adriano e eu fui sim convidado para participar de seu programa de governo – explicou.

O novo diretor comentou ainda que o PSB não aceitará que filiados encampem candidaturas que não seja a de Galdino

– É salutar e normal que haja divergência, mas não é aceitável que uma pessoa filiada encampe outra candidatura que não seja a do seu partido. Não é ético, nem moral e nem correto – frisou.

Fábio Maia assim como o vereador Anderson Maia (PSB), não concordam com a pré-canidatura do deputado Adriano Galdino a Prefeitura Municipal de Campina Grande. Eles defendem a aliança do PSB com o PMDB já no primeiro turno, e o consequinte, apoio a candidatura do deputado federal Veneziano Vital do Rêgo.

PB Agora

Recomendado para você pelo google

DINHEIRO NO BOLSO

VÍDEO: Show e Prêmios Alô da Sorte realiza mais um sorteio mensal da rodada extra; Saiba quem ganhou

PROFESSORES CONTRATADOS

VÍDEO: Após pressão de vereador, prefeitura de Cajazeiras confirma pagamento de salários atrasados

VIOLÊNCIA SEM PARAR

VÍDEO: Jovem é morto com vários tiros e mulher fica ferida após ser vítima de bala perdida em Cajazeiras

TRAGÉDIA

VÍDEO: Comandante da PM lamenta morte de vereador e diz que assassinos são conhecidos no crime