header top bar

section content

Ex-usuário de drogas conta superação após ser internado em clínica de recuperação

Paulinho buscou ajuda, e foi internado na ARADEQ, abandonou as drogas, concluiu o ensino médio, e voltou a tocar. Veja!

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

30/05/2016 às 16h19 • atualizado em 30/05/2016 às 17h28

A reportagem do portal e TV Online Diário do Sertão visitou na manhã desta segunda-feira (30) a Associação de Resgate e Assistência aos Dependentes Químicos (ARADEQ) na cidade de Sousa, Sertão da Paraíba, uma das melhores clínicas de recuperação de drogados do Nordeste, que tem como gestor Valmir Brito.

Nossa reportagem entrevistou o jovem Paulo Júnior de Sousa, que tem 29 anos, e é mais conhecido como “Paulinho”. Ele era baterista da banda Pagodão SA de Cajazeiras, mas depois que conheceu as drogas em 2010, sua vida mudou para pior, abandonou a carreira de músico e deixou a família para viver no mundo das drogas.

Paulinho hoje canta e toca violão (foto: Charley Garrido)

Paulinho hoje canta e toca violão (foto: Charley Garrido)

Paulinho buscou ajuda, e depois de passar seis meses internado na ARADEQ, abandonou as drogas, concluiu o ensino médio, e voltou ao mundo da música hoje ele canta e toca violão. Nesta segunda-feira (30) o jovem vai voltar para casa, dessa vez, com a vida restaurada.

Paulinho ao lado do gestor da ARADEQ, Valmir Brito (foto: Charley Garrido)

Paulinho ao lado do gestor da ARADEQ, Valmir Brito (foto: Charley Garrido)

“Parei de tocar, minha vida acabou quando conheci as drogas, passei a dormir nas ruas, minha vida foi acabando, mas Deus tocou no meu coração e me resgatou”, disse Paulinho.

O Projeto “Resgatando Vidas”, é colocado em prática diariamente, com o objetivo principal de reabilitar fisicamente e psicologicamente os internos que buscam se livrar das drogas.

Buscando aproveitar o tempo na casa, os jovens buscam ler a bíblia, ou até mesmo, para descontrair, se enfrentam jogando Dama. Já outros preferem ficar em um local da casa que é chamado de Área de Reflexão.

Associação de Resgate e Assistência aos Dependentes Químicos (foto: Charley Garrido)

Associação de Resgate e Assistência aos Dependentes Químicos (foto: Charley Garrido)

Localização
A Casa de Recuperação de Dependentes Químicos e também sede da ARADEQ, está localizada nas proximidades do Aeroporto de Sousa e do Assentamento dos Ciganos, possui área de 5.000 m² (cinco mil metros quadrados). A casa tem uma área construída de 300 m² (trezentos metros quadrados), com uma infraestrutura que atende a todas as exigências do Código de Obras do Município de Sousa e das Normas Técnicas Brasileiras.

Doações

A ARADEQ precisa de nossa ajuda, sinta-se tocado por essa iniciativa e contribua com o valor que você puder, não importa o valor. Ajude essa obra.

Ajude essa obra, depositando sua contribuição na Caixa Econômica Federal. Ag. 0558 Oper. 003 C/C 1580-5 ou procurando a ARADEQ para confecção de carnê, se, assim, desejar. Telefones para contato: (83) 9938-0210.

DIÁRIO DO SERTÃO

ESTÁ NA CAPITAL DESDE 2015

EXCLUSIVO: Após três anos, lendário padre de Cajazeiras revela o que motivou sua ida para João Pessoa

AMOR E FÉ

ESPECIAL DE FÉRIAS: Crianças e adolescentes de Cajazeiras e Sousa abrilhantam programa na TV Diário

AUXILIAR DO TROVÃO

VÍDEO: Agora no Atlético-PB, ex-jogador do Corinthians está confiante em vaga no Brasileirão da Série D

SAÚDE & BEM-ESTAR

VÍDEO: Médico alerta para consequências do uso excessivo de alguns medicamentos no aparelho digestivo