header top bar

section content

Travesti é morta a tiros por cliente após programa no Centro de João Pessoa

Vítima desceu de um carro e em seguida começou a correr quando foi baleada. Socorro foi acionado, mas a travesti não resistiu.

Por Priscila Belmont

22/10/2017 às 10h56

Crime aconteceu na Rua Monsenhor Sabino Coelho, no Centro de João Pessoa (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Uma travesti foi morta a tiros por um cliente após realizar um programa na noite do último sábado (21), no Centro de João Pessoa. Segundo a Polícia Militar, outras travestis e garotas de programa que estavam no local viram o crime e chegaram a acionar o socorro, mas a vítima não resistiu.

O crime aconteceu na Rua Monsenhor Sabino Coelho, por volta das 21h (horário local). De acordo com a PM, testemunhas contaram que a vítima chegou em um carro preto e logo em seguida começou a correr, quando foi baleada pelo motorista. A travesti chegou a caminhar até o cruzamento com a Rua Desembargador José Peregrino, mas caiu em seguida.

Ainda segundo a Polícia Militar, as testemunhas contaram que a vítima estava fazendo um programa para o motorista do carro, mas não souberam informar quem era a pessoa. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado, mas a vítima não resistiu e morreu antes da chegada da ambulância.

Perto do local do crime existem câmeras de segurança de estabelecimentos comerciais e a polícia vai solicitar as imagens para tentar identificar quem teria realizado o crime. Até as 11h deste domingo (22), ninguém foi preso.

G1 PB

Recomendado para você pelo google

DINHEIRO NO BOLSO

VÍDEO: Show e Prêmios Alô da Sorte realiza mais um sorteio mensal da rodada extra; Saiba quem ganhou

PROFESSORES CONTRATADOS

VÍDEO: Após pressão de vereador, prefeitura de Cajazeiras confirma pagamento de salários atrasados

VIOLÊNCIA SEM PARAR

VÍDEO: Jovem é morto com vários tiros e mulher fica ferida após ser vítima de bala perdida em Cajazeiras

TRAGÉDIA

VÍDEO: Comandante da PM lamenta morte de vereador e diz que assassinos são conhecidos no crime