header top bar

section content

Deputado defende redução de jornada de trabalho dos enfermeiros e pede para projeto entrar em votação

Wilson Filho, ressaltou o contato feito pela presidente da Federação Nacional dos Enfermeiros do Brasil, Solange Caetano, pedindo ajuda para incluir na pauta o projeto que aguarda aprovação há 18 anos.

Por Priscila Belmont

21/03/2018 às 11h20

Deputado Federal Wilson Filho

O deputado Federal Wilson Filho (PTB) fez um apelo para que a Câmara dos Deputados possa colocar em pauta de votação o Projeto de Lei nº 2295/2000, que visa reduzir para 30 horas semanais a jornada de trabalho dos profissionais de Enfermagem. “Precisamos tentar pautar mais uma vez a dolorosa, sofrida, angustiante luta dos enfermeiros e dos profissionais de enfermagem”, declarou.

Wilson Filho, que é presidente da Frente Parlamentar da Enfermagem, ressaltou o contato feito pela presidente da Federação Nacional dos Enfermeiros do Brasil, Solange Caetano, pedindo ajuda para incluir na pauta o projeto que aguarda aprovação há 18 anos.

A proposta visa reduzir para 30 horas semanais a jornada de trabalho dos enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem e parteiras, conquista já obtida por outros especialistas da área da saúde, a exemplo dos fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais.

Wilson Filho, que compõe a bancada paraibana na Câmara, afirmou que está na luta junto com essa classe de trabalhadores. “Estou à disposição de todos os profissionais de enfermagem do Brasil, especialmente da Paraíba, na luta sempre incansável para colocar na pauta o Projeto de Lei nº 2295, que é mais do que justa para esses profissionais”, comentou.

Assessoria

DIÁRIO ESPORTIVO

VÍDEO: Na TV, dirigentes do Atlético de Cajazeiras explicam contratações fechadas e outras que ‘melaram’

NOVAS CRÍTICAS

VÍDEO: Para líder católico de Cajazeiras, o Nordeste será “um recanto esquecido” por Bolsonaro

CLIMA DE EMOÇÃO

VÍDEO: Amigos e familiares destacam o legado de Dr. Toinho durante velório do advogado em Cajazeiras

ECONOMIA

VÍDEO: Com fila zerada, Bolsa Família injeta quase R$ 2 milhões por mês em Cajazeiras, diz coordenador