header top bar

section content

Homem mata mulher e cozinha o coração dela: “Eu avisei que faria isso”

Depois do crime, o próprio autor ligou para a dona do apartamento e pediu para que ela chamasse a polícia

Por Metrópoles

24/03/2018 às 08h00 • atualizado em 23/03/2018 às 11h13

Ekaterina Nikiforova, 27 anos.

Um homem foi preso, após matar um mulher, cozinhar o coração e comê-lo. O crime ocorreu na cidade de Krasnoyarsk, Rússia. Segundo informações da polícia local, Alexey Yastrebov, 35 anos, foi preso após confessar que esfaqueou e abriu o corpo de Ekaterina Nikiforova, 27. O rapaz era um grande amigo dela, de acordo com familiares.

Depois do crime, o próprio autor ligou para a dona do apartamento que Ekaterina morava. “Ligue para a polícia e uma ambulância. Estou deitado no sangue e tem um corpo perto de mim”, disse. Quando a polícia chegou, segundo o jornal Daily Mail, Alexey avisou que havia parte de um coração cozinhando no fogão.

Antes da ligação para a proprietária do imóvel, ele tentou se matar, mas não conseguiu. A ambulância o levou para o hospital. “Eu avisei para ela que ia fazer isso e fiz”, disse o autor do crime aos oficiais. “Acredito que eles tenham bebido e algum conflito aconteceu”, disse o irmão da vítima, que garantiu que os dois eram bons amigos.

Faca utilizada no crime

A polícia investiga a ação e espera a recuperação de Evgeny para um interrogatório formal. Ekaterina deixa duas filhas, uma de 7 e outra de 3 anos.

Fonte: Metrópoles - https://www.metropoles.com/mundo/homem-mata-mulher-e-cozinha-o-coracao-dela-eu-avisei-que-faria-isso

Recomendado para você pelo google

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Ciro diz que Ricardo ‘prejudicou-se na sucessão’, mas elogia Azevêdo: “Seria uma honra no PDT”

PREOCUPADO

VÍDEO: Na Semana dos Pobres, bispo de Cajazeiras diz que “pobreza se avoluma cada vez mais nas cidades”

A OBRA PAROU?

Ex-vereador denuncia que terminal rodoviário de Sousa está abandonado: “Prefeito Tyrone não está nem aí”

PROJETO DE LEI

VÍDEO: Comentarista diz que críticas ao leilão de imóveis da Prefeitura de Cajazeiras é ‘politicagem’