header top bar

section content

Vigário de Uiraúna conversa com o Governador João Azevêdo sobre funcionamento do novo matadouro público

João Azevedo respondeu ao convite do Padre afirmando que ainda faltam alguns detalhes para concluir o matadouro

Por Diário do Sertão com Gazeta do Alto Piranhas

13/04/2019 às 10h28 • atualizado em 13/04/2019 às 10h32

Padre Cleides Claudino em Uiraúna

Durante a celebração da missa no último domingo (07), o vigário de Uiraúna, Padre Domingos Cleides Claudino relatou acerca da necessidade da inauguração do Matadouro Público, construído pelo Governo do Estado. A obra está quase pronta há vários meses, porém, até o momento sua inauguração não aconteceu.

O sacerdote relatou que teve a oportunidade recentemente de se encontrar com o governador João Azevêdo em um evento ocorrido na região. O vigário aproveitou para fazer um convite ao gestor estadual para vir até a cidade inaugurar a obra. João Azevedo respondeu ao convite do Padre afirmando que ainda faltam alguns detalhes para concluir o matadouro.

O vigário afirmou ao governador que as famílias que moram nas imediações do atual matadouro estão sofrendo com o mal cheiro que perdura pelo local. “Por isso estamos precisando com urgência desse novo abatedouro, queremos fechar o antigo e tirar o povo desta situação”, disse o padre.

VEJA TAMBÉM: Padre manda população ficar de olho nos deputados que votarem a favor da Reforma da Previdência e declara que todo político compra voto

CONVERSA COM PREFEITO

Padre Cleides afirmou que também conversou com o prefeito municipal Bosco Fernandes sobre o assunto e o gestor disse que faltam alguns equipamentos como um carro para o transporte de carnes, pistolas para abater animais, entre outros.

REUNIÃO COM GESTORES

Padre Cleides relatou ainda que conversou com os prefeitos Gervázio Gomes, de Bernardino Batista, e Jordhanna Lopes, de Joca Claudino, que se comprometeram de participar de um encontro que será articulado pelo padre que acontecerá nos próximos dias, reunindo vários prefeitos e lideranças políticas com o objetivo de discutir o assunto e mostrar em detalhes ao governador a urgência desta questão.

CUSTOS DA OBRA

A obra foi iniciada no dia 21 de janeiro de 2016, com prazo de execução de 360 dias e custou R$ 3.082.288,36 aos cofres estaduais. O equipamento deve ser repassado para o município de Uiraúna que ficará responsável pelo seu funcionamento, em conjunto com outros municípios polarizados que também farão uso do matadouro.

Recomendado para você pelo google

VOTO A VOTO

Eleições 2020: radialista revela nomes dos pré-candidatos a prefeito em Sousa e sete cidades da região

VÍDEO

Em reencontro com ex-governador Ricardo Coutinho, ex-presidente Lula relembra visita a cidade de Sousa

GRANDE SÓ DEUS

VÍDEO: No Sertão, padre é aplaudido após mandar recado duro a Lula e Bolsonaro: “Baixem a patente”

CRUELDADE SEM TAMANHO

VÍDEO: Criminoso? Incêndio destrói 200 pés de coco em Sousa: “Deus vai julgar”, diz comerciante