header top bar

section content

VÍDEO: Advogado explica AIJE que acusa José Aldemir de usar verba da Covid para fins eleitorais

De acordo com o advogado, a AIJE foi impetrada antes da diplomação do prefeito José Aldemir e que na próxima sexta-feira (22), terá uma audiência de instrução de julgamento.

Por Juliana Santos

20/01/2021 às 21h00

O prefeito de Cajazeiras, José Aldemir (PP) deverá ser investigado por supostas irregularidades cometidas durante a campanha eleitoral de 2020. A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) foi impetrada pelo advogado Rogério Oliveira contra o prefeito.

Durante o programa Olho Vivo da TV Diário do Sertão, desta quarta-feira (20), o advogado, detalhou que houve contratação de servidores e um aumento da folha com a justificativa da pandemia da Covid-19, além disso, de acordo com Rogério, foram distribuídas cestas básicas, pagamento de alugueis, água e energia com recursos que seriam para serem gastos no trabalho contra a Covid-19.

Rogério explica que a verba do Governo Federal deveria ser destinada para Covid-19.  “O recurso da união deve ser utilizado para o combate a pandemia, na aquisição de recursos, para compra de insumos, até para pagamento de funcionário desde que estejam ligados ao combate a pandemia. Então houve um desvio de finalidade com o intuito de angariar apoio popular, traduzindo, na compra do voto”, detalhou.

VEJA TAMBÉM

Zé Aldemir é novamente condenado por aglomeração e terá que pagar multa a Justiça Eleitoral

Outro ponto denunciado na AIJE, é que existia uma espécie de contrapartida, para recebesse o valor a pessoa teria que apoiar a candidatura do então prefeito José Aldemir a reeleição. “O único documento a respeito de concessão de uma dessa ajudas, foi juntada uma testemunha arrolada por nós, que ela afirmar que houve descriminação em decorrência de supostamente apoiar a candidata Denise e não José Aldemir”, afirmou Rogério.

Prefeito de Cajazeiras, José Aldemir, após votação. (Foto: Reprodução TV Diário do Sertão)

O advogada frisou ainda que caso seja condenado pelo crime de abuso de poder, José Aldemir pode perder o mandato de prefeito. “Caso seja comprovado o abuso de poder, político e econômico, por parte do prefeito investigado, pode ocorrer a perda do mandato”, finalizou.

Ainda segundo Rogério, a AIJE foi impetrada antes da diplomação do prefeito José Aldemir e que na próxima sexta-feira (22), terá uma audiência de instrução e julgamento, após isso, as partes devem requerer diligências ao juízo, apresentar as razões finais do processo seguido do julgamento.

A nossa reportagem, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Cajazeiras informou que o prefeito José Aldemir não vai se pronunciar sobre o caso, no momento.

DIÁRIO DO SERTÃO

TUDO PASSA

VÍDEO: Psicólogo diz que a morte não precisa ser ligada apenas a dor, mas sim para dar sentido à vida

NADA SERÁ DESCARTADO

VÍDEO: Delegado fala sobre as investigações do roubo na residência de Carlinhos Paredão e Lívia Abreu

MOMENTO DELICADO

VÍDEO: Irmão de Carlinhos do Paredão diz que família está arrasada e pede ajuda para encontrar bens

HISTÓRIA DE SUPERAÇÃO

VÍDEO: Ciclista sousense que ficou paraplégico em acidente volta a pedalar em bike adaptada

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!