header top bar

section content

Prefeito de Brejo do Cruz revoga decreto que autoriza sacrificar animais apreendidos nas ruas da cidade

A mudança foi devido a grande repercussão negativa que o caso teve na imprensa e também por parte de entidades protetoras de animais. 

Por Juliana Santos

21/01/2021 às 18h33 • atualizado em 21/01/2021 às 18h41

Nova norma deve ser elaborada. (Foto: br.freepik.com)

O prefeito da cidade de Brejo do Cruz, município da região de Catolé do Rocha, Tales de Sousa (PSDB) revogou o decreto publicado na última segunda-feira (18), que autorizava o sacrifício de animais abandonados nas ruas do município.

A mudança foi devido a grande repercussão negativa que o caso teve na imprensa e também por parte de entidades e Ongs protetoras de animais.

De acordo com o prefeito, uma nova norma deverá ser elaborada, com o diálogo e a colaboração de protetores dos animais e também da Justiça. “Vamos revogar em breve e emitir uma nova norma, após dialogar com as entidades judiciais e protetoras dos animais para tomarmos a melhor solução para resolver o problema dos animais de rua que estão pondo em risco as vidas das pessoas”, disse Tales.

VEJA TAMBÉM

Prefeito de cidade na região de Catolé do Rocha emite decreto que autoriza morte de animais abandonados

O Núcleo de Justiça Animal da Universidade Federal da Paraíba denunciou a atitude do prefeito de Brejo do Cruz.

De acordo com o coordenador do núcleo, Francisco Garcia, o controle de animais deve ser feito por meio cirúrgico de castração. “A legislação estabelece que se controle a população por meio cirúrgico e não por matança indiscriminada. Vamos ingressar com uma ação popular para evitar que os crimes ambientais, institucionalizados, aconteçam”, afirmou.

O assessor jurídico da prefeitura, Petrus Romani, explicou que o decreto foi apenas uma forma de divulgar algo que já estava previsto no Código de Posturas do Município, que é de 1990. “Publicamos no intuito de dizer para os proprietários dos animais que aqui tem lei. A gente trouxe o decreto como meio de publicizar a lei que já existia”, disse.

Decreto autoriza sacrifício de animais soltos ou abandonados. (Foto: Reprodução)

DIÁRIO DO SERTÃO

EMPENHO

Marcos Eron entra na luta em favor do HU Sertão e buscará recursos em Brasília com bancada federal

TENTANDO REAVER

VÍDEO: secretário de Ipaumirim diz que município perdeu mais de R$ 500 mil em verba para Hospital

PROTESTO

VÍDEO: Na prefeitura de Cajazeiras, Motoboys e comerciantes pedem que toque de recolher seja meia noite

MOMENTO DE ESPERANÇA

VÍDEO: Idosos começam a ser vacinados em Cajazeiras: “Agora ficarei descansada sem pensar nessa doença”

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!