header top bar

section content

VÍDEO: Prefeitos de cidades do Sertão da PB lamentam a situação caótica da pandemia da Covid na região

Os gestores de cinco cidades da região sertaneja falaram sobre os desafios na saúde pública que estão enfrentando devido a pandemia do coronavírus.

Por Juliana Santos

09/03/2021 às 21h19 • atualizado em 09/03/2021 às 23h29

Os prefeitos de cidades do Sertão paraibano lamentam a situação caótica do sistema público de saúde na região causada pela pandemia do coronavírus.

Nesta terça-feira (09), os hospitais de Cajazeiras, Pombal, Patos e Piancó confirmaram que os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e enfermarias estão com ocupação máxima e que precisam transferir os pacientes para as cidades de Campina Grande ou João Pessoa.

Os prefeitos da cidade de São José de Piranhas, Bonito de Santa Fé, Monte Horebe, São João do Rio do Peixe e Aparecida participaram do programa Olho Vivo na Rede Diário de rádio e TV Diário do Sertão, nesta terça-feira.

Chico Mendes (Cidadania), prefeito de São José de Piranhas afirmou que o momento pede a união dos gestores sertanejos para encarar a crise na saúde. “Devemos deixar as divergências políticas e partidárias de lado e juntar todos os gestores municipais ao governo do estado, João Azevêdo para tomar medidas duras”, disse.

VEJA TAMBÉM

MPC entra com representação para que Prefeitura e Câmara de Cajazeiras se abstenham do aumento salarial

O gestor de Bonito de Santa Fé, Ceninha Lucena (Podemos), ressaltou que o hospital municipal está sendo equipado, mas a situação regional preocupa. “Estamos tentando equipar o hospital com oxigênio nos leitos, mas uma grande demanda o município não consegue suportar, como o ano passado que chegamos a ter 500 casos confirmados, é o que tememos” detalhou.

O prefeito de Monte Horebe, Marcos Eron (MDB), pontuou que o atual quadro da pandemia obriga os gestores a investirem no combate à Covid-19. “Os hospitais da região estão lotados e precisam que os gestores se unam para que não ocorra o colapso na saúde”, frisou o gestor.

Prefeitos sertanejos lamentam caos na saúde publica. (Foto: Reprodução)

Já Luiz Claudino (PP), prefeito de São João do Rio do Peixe disse que o governo do estado precisa dar mais apoio aos municípios que contam com hospitais próprios. “Nós precisamos do apoio direto do governo do Estado, quando se trata do atendimento a pessoas da Covid-19 realizados pelo município, nós fazemos o atendimento primário e encaminhamos o paciente para UPA e para os hospitais Regionais. Mas nesse semana tivemos que internar pessoas mesmos sem recursos apropriados até encontrar a vaga para ser transferido” detalhou Claudino.

O prefeito João Neto (PL) da cidade de Aparecida, afirmou que o aumento dos casos exige comprometimento de toda a classe política. “Com essa nova variante do Covid-19 houve um crescimento do aumentos dos casos, não só de idosos, mas também”, completou.

As cinco cidades citadas contam com hospitais municipais de São João do Rio do Peixe, São José de Piranhas e Bonito de Santa Fé. E caso seja necessária os pacientes são transferidos para os hospitais regionais de Cajazeiras, Pombal, Patos e Piancó na região sertaneja, além dos hospitais em Campina e João Pessoa.

DIÁRIO DO SERTÃO

AJUDA EMERGENCIAL

VÍDEO: Prefeito de Santa Helena entrega mais de 12 toneladas de alimentos as famílias e diz que ‘foi maior ação da história’

CRONOGRAMA

VÍDEO: Prefeito em exercício de Cajazeiras promete que vai pagar a folha da educação até dia 30

RELIGIOSIDADE

VÍDEO: Mensagem de Esperança apresenta palestra ‘Comunhão com Deus’ e destaca importância da fé na vida

VIVA SÃO JOÃO!

VÍDEO: Clima junino toma conta da TV Diário do Sertão no programa Acústico Diário especial de São João

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!