header top bar

section content

MPPB investiga supostas contratações que burlam a Lei de concurso público pela prefeitura de Patos

"Tem que acabar com essa esculhambação", diz o autor da denúncia. O inquérito vai investigar indícios de que a prefeitura estaria fazendo a contratação de pessoas sem o concurso público.

Por Estagiário

30/05/2021 às 18h09

Foto: Leonardo Silva/Jornal da Paraíba

Prefeitura de Patos (Foto: Leonardo Silva/Jornal da Paraíba)

O Ministério Público da Paraíba instaurou um inquérito civil na última quinta-feira (27), baseado em uma denúncia do vereador Josmá Oliveira (Patriotas), em que vai apurar indícios de que o Município de Patos, no Sertão paraibano, que estaria tentando burlar a regra constitucional do concurso público, efetuando a contratação de profissionais para diversos cargos sem concurso público.

A portaria do inquérito afirma que essa supostas contratações que serão investigadas, foram feitas sob a justificativa de que se trataria de um programa temporário.

VEJA TAMBÉM

Patos e mais 23 municípios da região recebem quase R$9 milhões do Fundo de Participação do Municípios

De acordo com o vereador Josmá Oliveira (Patriotas), autor da denúncia, a cobrança à Prefeitura de Patos para que os concursados fossem chamados não é de hoje. “Nós temos cobrado desde o início do ano, uma diminuição na contratação de pessoas. Temos vários profissionais de várias categorias classificados nos últimos concursos, mas eles não estão sendo chamados. Está havendo uma contratação de outros profissionais. Já sentamos com o secretário de administração pública para pedir que ele faça o que está na lei, mas, infelizmente, eles não fazem.”, contou o vereador.

Ainda sobre o motivo da denúncia, o político conta que entende a dificuldade dos gestores, mas que não é certo. “Sabemos a dificuldade da gestão, mas o certo é certo. Tem que acabar com essa esculhambação.”, finaliza o patriota.

O QUE DIZ O OUTRO LADO

Em contato com a reportagem do Diário do Sertão, a procuradoria do Município de Patos disse que ainda não recebeu a notificação do inquérito e a data da audiência.

O procurador afirma que o município foi notificado apenas para esclarecer algumas dúvidas sobre a realização dos concursos. Mas que não recebeu em específico a notificação de abertura do inquérito.

DIÁRIO DO SERTÃO

IMUNIZAÇÃO

VÍDEO: Governador critica fake news sobre vacinas e pede mobilização de prefeitos sobre segunda dose

PADROEIRA DA DIOCESE

VÍDEO: Festa de Nossa Senhora da Piedade é marcada por devoção popular e clipe especial emociona fiéis

DISPUTA INTERNA

VÍDEO: Diretor do IFPB de Sousa diz que Patos largou na frente na luta pela sede da reitoria do IFSertão

OLHO VIVO FISCALIZANDO

VÍDEO: Prefeito da região de Catolé do Rocha ignora crise e gasta mais de R$ 500 mil com combustíveis

Recomendado pelo Google: