header top bar

section content

MPPB vai apurar exposição de presos em ‘desfile’ após morte de policial; promotor quer identificar policiais

Prisão de suspeitos de matarem policial militar foi realizada no mesmo dia do crime. No sábado (6), polícia apresentou o grupo em carro aberto pelas ruas

Por

09/06/2015 às 09h21

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) – através do Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial (Ncap) – instaurou, nesta segunda-feira (8), procedimento preparatório para apurar, junto com as Promotorias de Justiça Criminais e de Defesa da Criança e do Adolescente de Patos, as circunstâncias que levaram à prisão de três pessoas, à apreensão de dois adolescentes e à morte de dois homens, após o assassinato de um policial em Patos, no Sertão da Paraíba.

Os sete são suspeitos de participar do latrocínio (roubo seguido de morte), que vitimou o policial militar Ubirajara Moreira Dias, na madrugada do sábado (6), em um posto de combustíveis da cidade.

Os promotores de Justiça vão requerer os relatórios das ocorrências policiais sobre o latrocínio que vitimou o PM, sobre a prisão dos suspeitos e a morte dos dois envolvidos no crime, além de cópias dos autos de prisão em flagrante para apurar o que aconteceu e identificar os policiais envolvidos nos fatos.

O Ministério Público estadual tem 90 dias para concluir as diligências.

Veja também:

Policial militar morto por assaltantes recebeu homenagens e aplausos durante cortejo

DIÁRIO DO SERTÃO com Portal Correio

Tags:

Recomendado para você pelo google

VOTO A VOTO

Eleições 2020: radialista revela nomes dos pré-candidatos a prefeito em Sousa e sete cidades da região

VÍDEO

Em reencontro com ex-governador Ricardo Coutinho, ex-presidente Lula relembra visita a cidade de Sousa

GRANDE SÓ DEUS

VÍDEO: No Sertão, padre é aplaudido após mandar recado duro a Lula e Bolsonaro: “Baixem a patente”

CRUELDADE SEM TAMANHO

VÍDEO: Criminoso? Incêndio destrói 200 pés de coco em Sousa: “Deus vai julgar”, diz comerciante