header top bar

section content

ROUBARAM ATÉ A FAIXA? – Faixa e outros itens da presidência sumiram, diz revista

Faixa e outros itens da União sumiram, diz revista

Por Luzia de Sousa

13/08/2016 às 18h48

Segundo reportagem da revista VEJA desta semana, cerca de 4,5 mil itens que fazem parte do patrimônio da Presidência da República estão desaparecidos. Entre eles, a faixa presidencial — item indispensável para uma eventual cerimônia de posse do presidente interino, Michel Temer(PMDB), caso a presidente afastada, Dilma Rousseff (PT), sofra impeachment.

Na lista de objetos sumidos estão computadores, equipamentos de segurança, peças da coleção de prataria palaciana, tapetes persas, porcelana chinesa e pinturas de artistas brasileiros, entre outros. Só no Palácio da Alvorada, residência oficial da presidência, há 391 itens desaparecidos.

A estimativa do Tribunal de Contas da União é de que o prejuízo seja da ordem dos 5,8 milhões de reais.

De acordo com a publicação, a auditoria do TCU começou após a Operação Lava-Jato descobrir um cofre em uma agência bancária em São Paulo reservado para guardar presentes recebidos pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante seu período como chefe do Executivo Federal.

Por lei, presentes trocados entre chefes de Estado devem ser incorporados ao patrimônio da União. Mas a auditoria do TCU revela que tanto Lula quanto Dilma burlaram essa regra.

Segundo a auditoria, entre 2003 e 2010, Lula foi agraciado com 568 presentes, mas só teria deixado nove no Palácio do Planalto. Dilma, por sua vez, teria recebido 163 presentes e deixado apenas seis no patrimônio da presidência

Créditos: Exame

Tags:
DIÁRIO ESPORTIVO

VÍDEO: Na TV, dirigentes do Atlético de Cajazeiras explicam contratações fechadas e outras que ‘melaram’

NOVAS CRÍTICAS

VÍDEO: Para líder católico de Cajazeiras, o Nordeste será “um recanto esquecido” por Bolsonaro

CLIMA DE EMOÇÃO

VÍDEO: Amigos e familiares destacam o legado de Dr. Toinho durante velório do advogado em Cajazeiras

ECONOMIA

VÍDEO: Com fila zerada, Bolsa Família injeta quase R$ 2 milhões por mês em Cajazeiras, diz coordenador