header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Lula poderá apoiar Ciro Gomes para 2018: “É o mais preparado”

Enquanto acompanhava a votação do impeachment ao lado de Dilma.

Por Luzia de Sousa

01/09/2016 às 15h14 • atualizado em 01/09/2016 às 18h37

O ex-presidente Lula (Yasuyoshi Chiba/AFP)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva propôs aos aliados a formação de um bloco de resistência ao governo de Michel Temer. Ele reativou a articulação de uma frente ampla de esquerda. Enquanto acompanhava a votação do impeachment ao lado de Dilma, no Palácio da Alvorada, quarta-feira (31), Lula sugeriu a Carlos Lupi, presidente do PDT, a composição de bloco de oposição.

De acordo com o jornal O Globo, no Alvorada, Dilma defendeu “luta política”. Segundo Lupi, já Lula, não descarta o lançamento de um candidato fora do PT para a Presidência, entre eles o ex-ministro Ciro Gomes (PDT). “Ele diz que Ciro é o mais preparado, o problema é o temperamento”, disse o pedetista.

Lula também conversou com a cúpula do PCdoB em defesa da proposta e sugeriu aos aliados uma reunião conjunta, que deve acontecer depois do feriado de Sete de Setembro.

Segundo o deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP), “Lula aposta nesta frente”. O deputado frisa, em um claro recado ao PT, que não deve haver “hegemonia” entre os partidos.”Não pode ter força principal, nem acessória”.

Créditos: Notícias ao Minuto

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Diversidade em Foco com professor de Português destaca as variações da nossa língua

HERANÇA ARTÍSTICA

VÍDEO: Filho de grande nome da música brasileira agita a Festa do Brega no Cajazeiras Tênis Clube

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO E FOTOS: Posse da nova diretoria da API é marcada por repentes, lançamento de livro e emoção

DUPLA CERIMÔNIA

VÍDEO: OAB lança em Cajazeiras as chapas para as eleições da Seccional Paraíba e da Subseção local