header top bar

section content

Prefeitos do Sertão escolhem metas para 2010

A prefeitura da cidade de Cajazeiras quer reduzir o déficit habitacional com a construção de novas moradias. A cidade foi contemplada com 1.024 moradias do programa Minha Casa, Minha Vida. A prefeitura já doou o terreno para a construção das casas. Ainda na área de infra-estrutura serão realizadas obras de saneamento básico, pavimentação de ruas […]

Por

28/12/2009 às 07h09

A prefeitura da cidade de Cajazeiras quer reduzir o déficit habitacional com a construção de novas moradias. A cidade foi contemplada com 1.024 moradias do programa Minha Casa, Minha Vida. A prefeitura já doou o terreno para a construção das casas. Ainda na área de infra-estrutura serão realizadas obras de saneamento básico, pavimentação de ruas e passagens molhadas.

Na saúde, a prefeitura anuncia a instalação do SAMU em parceria com o governo federal e o serviço de hemodiálise do hospital Regional em convênio com o governo estadual, além da expansão dos serviços da rede municipal, com a ampliação das unidades do PSF de 14 para 17.

Outra meta anunciada pela prefeitura de Cajazeiras é a geração de emprego e renda. “Vamos expandir o programa de microcrédito, com mais investimentos no Fundo de Apoio aos Pequenos Negócios, que é o suporte do Empreender Cajazeiras”, disse o prefeito Leo Abreu (PSB). Ele anunciou ainda a instalação do programa Compra Direta, que vai injetar R$ 1.300,000,00 na aquisição de alimentos juntos aos produtores rurais para abastecer a merenda escolar.

Leo Abreu disse que as principais ações em 2010 serão focadas nas prioridades apontadas pela população durante as discussões do Orçamento Democrático. As ações, segundo ele, são focadas na infra-estrutura, saúde e geração de emprego e renda.

Sousa construirá hospital na zona sul
Uma das prioridades da prefeitura de Sousa para o ano de 2010 é a construção de um hospital de 1000 m na zona sul da cidade com recursos já alocados junto ao Ministério da Saúde, além de reforma do Hospital de Pronto Socorro e transformação do mesmo em hospital materno-geriátrico para atender parturientes e idosos. Vão ser ainda implantados 3 NASF (Núcleo de Assistência Social às Famílias).

Está prevista pela prefeitura de Sousa a construção de um Hospital no Perímetro Irrigado de São Gonçalo e o término da reforma das 26 unidades de saúde da Família com a informatização para interligação com a central de marcação, o que fará com que os pacientes saibam na hora da consulta o horário e a data dos exames. Para todas estas obras já há recursos alocados pela prefeitura.
O prefeito Fábio Tyrone (DEM) pretende pavimentar 72 ruas, fazer o asfaltamento de mais 14 e a recuperação de toda malha asfáltica do município. Segundo ele, Sousa tem 54% do solo sem qualquer tipo de pavimentação. Está prevista ainda a construção de 250 casas de alvenaria em substituição às casas de barro do município, com recursos já assegurados.

Na área da educação a meta é a conclusão da reforma de todas as escolas do município, implantação de um projeto piloto para educação em tempo integral, continuidade no programa de capacitação de professores. Por fim, o prefeito pretende dar continuidade ao pagamento em dia e dentro do mês aos servidores municipais, aos aposentados e pensionistas e aos fornecedores.

Orçamento participativo em Patos

O prefeito de Patos, Nabor Wanderley (PMDB), já montou com a sua equipe um planejamento para 2010, orientado pelas propostas do Orçamento Participativo, sugeridas pela população através de audiências públicas. Nabor classificou 2009 de ano atípico. Tendo como pano de fundo a crise mundial, ele disse que houve prejuízos para o município.

O prefeito enfatizou que a queda das transferências contribuiu para o adiamento do início de algumas obras de relevância para o dia a dia da população e também de custeio. “Tivemos que priorizar o pagamento em dia dos servidores e fornecedores, algo que mantemos desde o início de nosso governo”, acrescenta Nabor.

Ele acredita que de fevereiro para março do próximo as finanças voltarão à sua normalidade e o cronograma de ações do município sequenciado, obedecendo-se as ações com maior prioridade. “Mesmo com tantos problemas decorrentes da falta de recursos, o equilíbrio das contas públicas permitiu diversas realizações, a exemplo de reformas e ampliações de escolas, unidades de saúde, construção de calçamentos, asfalto, construção de moradias populares, dentre muitas outras”, disse o prefeito.

Lenilson Guedes
Do Jornal Correio da Paraíba

Tags:

Recomendado para você pelo google

SUCESSO

VÍDEO: Mensagem Empresarial mostra história de um dos maiores empresários e empreendedores de Cajazeiras

EMOCIONANTE

VÍDEO:Em documentário especial, Xeque Mate mostra realidade de famílias que moram no Lixão de Cajazeiras

ENTRE PÚBLICO E PRIVADO

VÍDEO: Empresário revela que quase foi candidato a prefeito de Cajazeiras e explica por que recusou

VÍDEO

Sindicatos batem martelo e definem novo salário dos comerciários de Cajazeiras para 2019-2020