header top bar

section content

Estado suspende distribuição de leite

O leite distribuído pelo Governo do Estado não vai ser mais entregue à população durante os fins de semana. A medida anunciada na terça-feira (19) pelo governador Cássio Cunha Lima foi pensada para tentar evitar o aumento do desabastecimento do Programa Leite da Paraíba, deixando de entregar 40 mil litros da bebida por dia. O […]

Por

20/08/2008 às 09h39

O leite distribuído pelo Governo do Estado não vai ser mais entregue à população durante os fins de semana. A medida anunciada na terça-feira (19) pelo governador Cássio Cunha Lima foi pensada para tentar evitar o aumento do desabastecimento do Programa Leite da Paraíba, deixando de entregar 40 mil litros da bebida por dia.

O presidente da Fundação Assistencial da Paraíba (FAC), Gilmar Aureliano de Lima, confirmou que já recebeu a ordem do governador se suspender o abastecimento nos fins de semana. Agora, falta decidir se a suspensão ocorrerá aos sábados e domingos ou somente aos sábados.

Desabasticimento
O desabastecimento teve início há quase dois meses nos 223 municípios do Estado por causa da defasagem do preço do litro do leite pago ao produtor pelo governo federal, que é de R$ 0,70, valor vem sendo pago desde que o programa foi lançado, cinco anos atrás. O problema é que de lá para cá houve aumento de vários insumos e os fornecedores não estão mais podendo arcar com os custos.

Ao invés de fornecer para o leite para os 22 laticínios responsáveis pelo abastecimento do programa, os produtores rurais estão preferindo vender o leite no mercado aberto, que está pagando entre R$ 0,80 e R$ 0,85 por um litro do produto. Alguns chegam a vender até por R$ 1,00.

A meta do programa é distribuir 120 mil litros de leite por dia. Cada família tem direito a um litro por dia e a distribuição é feita durante os sete dias da semana. Se o programa for suspenso em apenas um dia, 20 mil litros de leite deixarão de ser distribuídos, mas se a FAC decidir pelos dois dias, o número passará para 40 mil.

Desde que tomou conhecimento do problema, Cássio entrou em contato com o governo federal e propôs um reajuste no valor pago aos produtores pelo litro de litro, que passaria a ser de R$ 0,82, mas o governo do Estado ainda não obteve resposta.

Paraíba1

Tags:

Recomendado para você pelo google

VÍDEO

Efraim Filho revela motivos que poderão levar deputado ligado a Sousa sair do DEM; “Terá que sair”

MORTO A TIROS

VÍDEO: Delegado revela detalhes do crime que resultou na morte de jovem no Sertão da Paraíba

VISITA DO PRESIDENTE

VÍDEO: Prefeito de Campina Grande solicita a Bolsonaro duplicação da BR-230 de Campina ao sertão da PB

DESTAQUE NACIONAL

VÍDEO: Juizado Especial Misto de Cajazeiras atinge um dos melhores índices de atendimento do Brasil