header top bar

section content

Sobe para 20 o número de pessoas mortas sob suspeita de Chikungunya em cidade do Vale do Piancó

O último óbito foi registrado pela família de uma aposentada de 76 anos que foi sepultada na tarde desta quinta-feira (24) no cemitério local

Por Jocivan Pinheiro

25/03/2016 às 15h11

Hospital de Urgência de Itaporanga

Hospital de Urgência de Itaporanga

Pelo menos 20 pessoas já morreram somente nos últimos 60 dias sob suspeita de terem sido vítimas da febre Chikungunya, transmitida pelo mosquito Adedes aegypty, na cidade de Itaporanga, no Vale do Piancó, Sertão paraibano.

O último óbito foi registrado pela família da aposentada Ednalva Pereira Leite, de 76 anos, que teve seu corpo sepultado na tarde desta quinta-feira (24) no cemitério local.

O chefe do cartório de registro civil da cidade, Irineu Rodrigues Junior, disse que nunca viu tantos registros de óbitos em tão pouco tempo, e que a situação é alarmante.

Além de Itaporanga, outras cidades da região como Diamante e Piancó enfrentam a epidemia. Hospitais da região recebem pessoas com os sintomas a cada momento.

As vítimas dão entrada nas unidades de saúde se queixando de fortes dores musculares e nas articulações ósseas. Muitas vezes a internação é ineficaz porque ainda não existe medicamentos específicos para produzir anticorpos. E nas cidades com menos estrutura hospitalar, o risco de morte aumenta.

Segundo a prefeitura, o combate ao mosquito vem sendo intensificado. Em Itaporanga, equipes estão vistoriando residências diariamente para evitar a proliferação do mosquito.

DIÁRIO DO SERTÃO com Diamante On-Line

ANTIGO E NOVO

VÍDEO: Secretário e prefeito exibem projeto do novo Museu de Cajazeiras feito por arquiteta cajazeirense

COBRANÇAS INDEVIDAS

VÍDEO: Problemas com empréstimo consignado? Advogado dá orientações para que você não seja negativado

HAJA ÁGUA!

VÍDEO: chuvas na região do Vale do Piancó destroem festa de São Sebastião e danificam veículo

ACESSO FACILITADO

VÍDEO: Padre diz que decreto de Bolsonaro é prestação de contas às empresas de armas que o financiaram