header top bar

section content

Em Sousa: juiz manda recado para empresário que atrasa salários dos funcionários: “A crise não justifica”

Apesar da crise, o juiz da Vara do Trabalho de Sousa, Paulo Roberto, afirmou que direitos como salário em dia, hora-extra ou folga devem ser cumpridos.

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

05/04/2016 às 13h23 • atualizado em 05/04/2016 às 13h32

A reportagem do portal e TV Online Diário do Sertão entrevistou o juiz da Vara do Trabalho de Sousa, Paulo Roberto Rocha, e ele falou sobre os casos dos direitos do funcionário, e também afirmou que está preocupado com os casos de trabalho infantil.

Apesar da crise, o juiz afirmou que direitos como salário em dia, hora-extra ou folga devem ser cumpridos, ou seja, o empresário não pode deixar de cumprir o compromisso da empresa com o empregado.

“Na época quando as coisas estão boas na empresa, o empregado continua recebendo o mesmo salário, e agora na crise esse empresário quer reduzir ou atrasar o salário do funcionário? Isso não pode acontecer”, disse o juiz.

Trabalho Infantil
O juiz também falou sobre o trabalho infantil. “O Trabalho no âmbito familiar na ajuda dos pais, isso é válido, desde que não atrapalhe o desempenho escolar. O que devemos combater é um agenciador que ganha em cima do trabalho de um menor de idade. “, disse Paulo Roberto.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

VIRALIZOU NA WEB

Vídeo de jovem que se feriu ao pular de sangria de barragem no Sertão vai parar em página de humor

VÍDEO!

Projeto social de Cia de Trânsito de Cajazeiras distribui cestas básicas e ovos de Páscoa para crianças

DESABAFO

VÍDEO: Vereadora ex-aliada do prefeito de Ipaumirim, detona gestão de Geraldão: “O prefeito é ausente”

BOA INICIATIVA!

Prefeito de Monte Horebe anuncia pães e peixes para população carente e antecipação do salário de Abril