header top bar

section content

SINFUMC pode estar próximo de resolver salários atrasados de Carlos Antônio e Rafael

Presidente do sindicato está confiante de que um resultado favorável aos servidores sairá em breve

Por Jocivan Pinheiro

12/05/2016 às 14h28 • atualizado em 12/05/2016 às 14h33

O Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Cajazeiras (SINFUMC) continua na luta para que sejam pagos salários pendentes das gestões dos ex-prefeitos Carlos Antônio e Carlos Rafael, respectivamente. E a presidente do sindicato está confiante de que um resultado favorável aos servidores sairá em breve.

Elinete Lourenço não dá previsões porque tudo depende dos trâmites da Justiça, mas ela garante que o SINFUMC e a assessoria jurídica do órgão estão empenhados para que as questões sejam resolvidas logo.

VEJA MAIS

» Mesmo sob ameaça, funcionários públicos de Cajazeiras aderem a paralisação

Ela conta que ainda estão sendo processadas as RPV’s (Requisições de Pequeno Valor) para que em seguida seja emitida uma liminar determinando que a prefeita pague os valores. Caso ela não pague, a conta da Prefeitura é bloqueada para esse fim.

Segundo Elinete, primeiro é preciso pagar os salários da gestão de Carlos Antônio para, só então, pagar os de Carlos Rafael. E ela faz um apelo à Justiça para ter mais celeridade no processo.

“É preciso que a Justiça se coloque no lugar do servidor e veja que quem ganha um salário mínimo, quando não recebe esse dinheiro, vai passar fome, vai atrasar aluguel, luz, água, os seus filhos vão pagar. Então é preciso se colocar no lugar do outro. É uma questão até humana para que a gente possa fazer isso.”

DIÁRIO DO SERTÃO

DEPENOU O GALO

VEJA OS GOLS: Atlético de Cajazeiras vence o Treze de Campina e assume a liderança isolada do Paraibano

NA TELA DA TV DIÁRIO

Diário Esportivo traz tudo sobre a 2ª rodada do Paraibano; Tático narra gol da vitória do Atlético

SE CUIDE!

VÍDEO: No Janeiro Branco, Diversidade em Foco promove uma ‘Conversa sobre suicídio e como evitá-lo?’

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”