header top bar

section content

No Vale do Piancó, servidora acusa prefeito de perseguição política e ganha na Justiça direito de voltar ao posto de trabalho

Daniela Almeida é esposa do vereador de oposição Weslley Carvalho e não tem dúvidas de que foi vítima de perseguição por causa de sua conduta política

Por Jocivan Pinheiro

04/06/2017 às 16h33 • atualizado em 04/06/2017 às 16h35

Igreja Matriz de Olho D’água

Uma funcionária pública do município de Olho D’água, no Vale do Piancó, Sertão paraibano, conseguiu reverter na Justiça uma decisão do prefeito que a fez ser transferida para outra função e local de trabalho. Segundo ela, a transferência foi motivada por perseguição política.

A Justiça de Piancó determinou, através de liminar, o imediato retorno da agente administrativa concursada Daniela Íria Adjuto de Almeida ao seu local de trabalho de origem, que é a Secretaria Municipal de Finanças, localizada na sede da Prefeitura.

VEJA TAMBÉM: Secretário e tio do prefeito de Cachoeira dos Índios responde a denúncias sobre obrigatoriedade de motoristas trabalharem aos sábados

Em janeiro deste ano, após a posse do prefeito Genoilton Carvalho, ela foi transferida para um posto de saúde do sítio Riacho do Meio, a dezenas de quilômetros de sua residência. Daniela é esposa do vereador de oposição Weslley Carvalho e não tem dúvidas de que foi vítima de perseguição política.

Através dos seus advogados, a funcionária municipal impetrou Mandado de Segurança na Justiça de Piancó e foi vitoriosa. A juíza Mayuce Santos Macedo, da 2ª Vara, anulou o ato administrativo do prefeito, se convencendo de que não havia razão legalmente justificada para a transferência da servidora.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

SERTÃO EM DESTAQUE

VÍDEO: Com cajazeirense na vice-presidência, Paulo Maia toma posse para comandar OAB Paraíba até 2021

MODELOS DE SUCESSO

VÍDEO: Empresários do Pará interessados em implantar TV A CABO visitam Netline e TV Diário do Sertão

DUAS CONDENAÇÕES

VÍDEO: Comentarista afirma que Lula vai morrer em breve porque “não aguenta mais tanta humilhação”

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Novas nomeações em Cajazeiras são resultado das ‘pazes’ entre Jeová e Júnior, diz comentarista