header top bar

section content

Com esposa doente, professor se revolta após ser multado na frente de casa pela SCTrans de Cajazeiras

O professor disse que nunca havia sido multado antes, nem chamado atenção pelos agentes de trânsito da secretaria municipal de Cajazeiras.

Por Luzia de Sousa

08/02/2018 às 08h30 • atualizado em 08/02/2018 às 11h00

Após interditar a Avenida Juvêncio Carneiro, principal acesso ao centro de Cajazeiras nesta quarta-feira (7), para montagem da estrutura do carnaval, a Superintendência de Superintendência Cajazeirense de Transporte e Trânsito multou o veículo de um professor, em frente a sua residência, na Rua Geminiano de Sousa.

VEJA MAIS!

+ Prefeitura de Cajazeiras quer gastar mais de R$ 12 milhões na implantação da “Zona Azul”

Raimundo Rolim explicou que seu carro é estacionado em frente à residência desde que passou a morar no local, há mais de 10 anos e reclamou da falta de diálogo com a SCTrans. “Acredito que primeiro era organizar o trânsito para depois multar, e não chegar e multar”, reclamou o proprietário do veículo.

O professor disse que nunca havia sido multado antes, nem chamado atenção pelos agentes de trânsito da secretaria municipal de Cajazeiras.

Ele informou que não estava no local no momento da autuação, mas ao chegar tentou conversar com o superintendente da SCTrans, João Vitor, entretanto não obteve êxito. “Tá aí a baderna total, sem controle”, declarou Raimundo, acrescentando que o problema de estacionamento na cidade acontece todos os dias.

A doméstica Eliane Correa, vizinha do professor, confirmou a forma desordenada do trânsito de Cajazeiras, onde não são respeitadas sequer as placas de estacionamento. “Ele [o agente] veio multar. Ele é assim, muito mal educado. Não tem respeito”. Reclamou ela.

Professor contesto a aplicação da multa pela SCTrans de Cajazeiras

Dona Eliane contou que explicou ao agente que multou o veículo do seu vizinho, que a esposa dele é doente e quando o professor chega do sítio para estacionar o veículo não encontra mais local, pois as motos e carros “invadem” a sua vaga.

“Eu quem recebi a multa porque eu disse: espere aí, ele não está aqui, aí minha prima [a esposa de Raimundo], que tem problema de depressão ficou nervosa. Aí fui falar com Vitor [superintendente], mas ele disse que tinha que ser multado”, revelou a doméstica, acrescentando que motociclistas que passavam no momento teriam revelado o agente de trânsito em questão só fala com as pessoas de forma “ignorante”.

A SCTrans interditou a avenida para a realização do carnaval

O outro lado
O auxiliar do prefeito Zé Aldemir (PP), explicou que o local não é proibido estacionar, porém o veículo, no momento da autuação estava estacionado de forma transversal, complicando ainda mais o trânsito no local.

Segundo João Vitor, o agente tentou localizar o motorista por três vezes, e não obtendo êxito aplicou a multa, que pode ser recorrida e até revertida em notificação educativa.

DIÁRIO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: No Mês da Black Friday, concessionária Brazauto oferece preços e formas de pagamento especiais

VÍDEO

Vereador lamenta falta de doação ao Hospital Laureano e acusa prefeito de Pombal: “Virou as costas”

TROVÃO NO BRASILEIRÃO

VÍDEO: Prefeito se compromete a patrocinar o Atlético de Cajazeiras com R$ 20 mil mensais em 2020

É LEI OU NÃO?

VÍDEO: Advogado explica diferenças entre união homoafetiva estável e casamento gay no âmbito jurídico