header top bar

section content

VÍDEO: José Aldemir defende Ricardo e diz que quem prometeu asfalto foi Carlos Antônio: “Encenação dele”

Prefeito disse que em momento algum Ricardo Coutinho prometeu no palanque que renovaria a malha da cidade, obra que é uma das mais cobradas pelo povo

Por Jocivan Pinheiro

28/02/2018 às 15h17 • atualizado em 28/02/2018 às 15h23

Em entrevista coletiva nesta terça-feira (27), o prefeito de Cajazeiras, José Aldemir (PP), surpreendeu a todos ao sair em defesa do governador Ricardo Coutinho (PSB), que é seu adversário político.

Aldemir disse que em momento algum Ricardo prometeu no palanque, durante campanha, que iria renovar todo o asfalto das ruas e avenidas da cidade, obra que é uma das mais cobradas pela população aos prefeitos e governadores.

“Eu nunca gostei de fazer juízo de ninguém sem que previamente eu possa apurar. Eu não posso cometer injustiça com ninguém, nem com meus adversários. Eu fui apurar o anúncio desse recapeamento e tomei conhecimento de que o governador, em nenhum instante na sua fala, de forma oficial, assumiu o compromisso do recapeamento da cidade de Cajazeiras”, disse o prefeito.

VEJA TAMBÉM: População de Cajazeiras se revolta com buracos nas ruas e secretário promete operação em dez dias

Buracos na Avenida Pedro Moreno Gondim, em Cajazeiras

José Aldemir afirmou que a promessa foi feita pelo ex-prefeito Carlos Antônio, mas com intenção de “enganar” a população.

“Isso foi invencionice em cima do palanque do ex-prefeito, que na sua prática de encenação para enganar a população, de forma leviana, fez essa encenação e chamou até o empresário que ia executar a obra, que foi o mesmo que fez a Estada do Amor, que está, inclusive, sendo esburacada pela má qualidade técnica de engenharia na execução da obra”.

O prefeito ressaltou que já existe verba federal garantida para o recapeamento das ruas. Mesmo assim ele pretende se reunir novamente com o governador para tratar desse assunto.

“Eu não voto em Ricardo Coutinho nem para governador, nem para senador. Nós temos adversidade política. Mas isso não implica que eu não possa dar exemplo à Paraíba numa relação institucional plausível, civilizada e educada. Ele é gestor e o chefe maior do estado. Tem obrigação com os municípios. E eu como prefeito tenho o dever de procurá-lo”, disse.

DIÁRIO DO SERTÃO

ALÍVIO

VÍDEO: Para vice-presidente do SINDIÁGUA, eleição de João Azevêdo afasta risco de privatização da Cagepa

FASE DE 'ÓCIO'

VÍDEO: Aposentado, jornalista da PB cita ex-colegas da imprensa que ele admira e diz se pretende voltar

GOVERNADOR ELEITO

VÍDEO: Azevêdo diz que apesar de Sousa não eleger nenhum deputado, cidade terá representante no governo

AGRADECIMENTOS

VÍDEO: Em show após morte do pai, cantor cajazeirense emociona ao contar trajetória e apoio da família