header top bar

section content

VÍDEO: Em situação de pobreza extrema, jovem de Cajazeiras clama por ajuda para filhas não passarem fome

Com duas filhas, uma de 3 e outra de 1 ano de idade, a jovem Maria Helena da Silva e seu marido estão tendo dificuldade de, pelo menos, alimentar as crianças

Por Jocivan Pinheiro

21/04/2018 às 07h13 • atualizado em 21/04/2018 às 10h59

Uma família que reside na casa nº 166 da rua João Bernardo de Oliveira, bairro Mutirão, Zona Norte de Cajazeiras, está convivendo com uma situação de extrema precariedade.

Com duas filhas, uma de 3 e outra de 1 ano de idade, a jovem Maria Helena da Silva, de 22 anos, e seu marido estão tendo dificuldade de, pelo menos, alimentar as crianças.

A família foi excluída do cadastro do Bolsa Família há um ano. O esposo de Maria Helena não consegue trabalho e a jovem fica em casa para cuidar das filhas.

Quando tem, o alimento é escasso. O leite das meninas é adquirido a duras penas, na base de um ‘bico’ e outro do marido ou então da ajuda de familiares. Ainda assim, como mostram as imagens, a situação é triste. A casa está deteriorada e quase não tem móveis e utensílios domésticos, e a família precisa ainda de roupas.

Maria Helena da Silva

Sem saber a quem recorrer emergencialmente, Maria Helena seguiu o conselho de uma prima e procurou a TV Diário do Sertão para pedir ajuda da população. Aos prantos, ela apela por comida para as crianças.

Quem puder e quiser ajudar com alimentos e outros auxílios estruturais, pode ir diretamente ao endereço rua João Bernardo de Oliveira, bairro Mutirão, Zona Norte de Cajazeiras, ou ligar para o telefone (83) 9.9366-1829.

DIÁRIO DO SERTÃO

"AQUI NESSA MESA DE BAR"

VÍDEO: Homenagem a garçons de Cajazeiras no programa Xeque-Mate tem música, drinks e boas histórias

SAÚDE E BEM-ESTAR

VÍDEO: Sangramento nas regiões do reto e do ânus pode ser sinal de doença grave, avisa médico

APOIO DE CRAQUE

VÍDEO: Embaixador do Campeonato Paraibano, Hulk diz que está à disposição para ajudar clubes do Sertão

COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS

VÍDEO: Para advogado da OAB de Cajazeiras, investir em presídios e não em escolas é ‘enxugar gelo’