header top bar

section content

VÍDEO: Casal é flagrado fazendo sexo em arquibancada de estádio de futebol

O Código Penal Brasileiro prevê pena de detenção de três meses a um ano ou multa, para o crime de ato obsceno.

Por Metrópoles

03/10/2018 às 15h36

Um casal foi flagrado no fim de semana fazendo sexo na arquibancada do estádio Mineirão, em Belo Horizonte, durante um festival de música eletrônica. O ato foi registrado por participantes do evento em vídeo que circula nas redes sociais e em aplicativos de conversa.

Em uma das gravações é possível ver um homem nu de costas, acompanhado de outra pessoa na parte superior das arquibancadas do estágio. As imagens foram captadas na área inferior reservada ao público.

A concessionária que administra o Mineirão, Minas Arena, informou que a produtora do evento foi acionada para tomar providências cabíveis.

O Código Penal Brasileiro prevê pena de detenção de três meses a um ano ou multa, para o

Casal é flagrado fazendo sexo em arquibancada do Mineirão

crime de ato obsceno, a prática de obscenidade em lugar público, ou aberto ou exposto ao público.

Já a produtora responsável pelo festival, minimizou o ocorrido, classificando-o como um fato isolado, e afirmou que não compactua com a prática.

A empresa também destacou não ter medido esforços para garantir a segurança do público presente ao evento, que, conforme enfatizou, transcorreu dentro da normalidade.

Fonte: Metrópoles - https://www.metropoles.com/brasil/video-casal-e-flagrado-fazendo-sexo-em-arquibancada-do-mineirao

Recomendado para você pelo google

QUE VENHA MAIS!

VÍDEO! Sousa registrou maior chuva da Paraíba em 2019 e açude São Gonçalo aumenta 61 centímetros

SONHO REALIZADO

VÍDEO/FOTOS: Prefeitura de Cajazeiras realiza sorteio de 300 apartamentos e evento é marcado pela emoção

MUITA ÁGUA!

A MAIOR DA HISTÓRIA: ruas e avenidas em Sousa viram rios após fortes chuvas durante a madrugada. Veja!

SERTÃO EM DESTAQUE

VÍDEO: Com cajazeirense na vice-presidência, Paulo Maia toma posse para comandar OAB Paraíba até 2021