header top bar

section content

Idoso tem perna amputada em Hospital de Alagoas e procura por familiares de Catolé do Rocha

Benedito Joaquim Diniz perdeu o membro em virtude de diabetes e não vê os parentes há cerca de 20 anos

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

24/10/2018 às 11h04 • atualizado em 24/10/2018 às 11h05

Aposentado procura familiares em Catolé do Rocha (foto: arquivo pessoal)

O aposentado Benedito Joaquim Diniz, de 74 anos, natural da Paraíba, procura por familiares da cidade de Catolé do Rocha, no Sertão do Estado. Ele teve a perna direita amputada no Hospital Geral de Alagoas, em setembro deste ano, em razão de diabetes. Benedito vive há mais de 40 anos em Marechal Deodoro, no Litoral Sul alagoano, próximo a Maceió, e não vê a família há cerca de duas décadas.

Segundo Paulo Sérgio da Silva, vizinho e amigo de seu Benedito, o idoso já teve alta médica e voltou para casa, no povoado Riacho Velho. O aposentado mora sozinho e enfrenta dificuldades para se locomover e fazer atividades simples do dia a dia. Dito, como também é conhecido, só conta com a ajuda de Paulo Sérgio.

“Seu Benedito teve a perna amputada agora em setembro e está precisando muito da família dele. Ele mora só e, além de mim, não tem ninguém por ele em Alagoas. Peço aos parentes que entrem em contato assim que for possível, pois ele necessita de muitos cuidados”, apelou o cuidador do idoso.

Aposentado procura familiares em Catolé do Rocha (foto: arquivo pessoal)

Ainda conforme Paulo Sérgio, o paraibano foi casado com a senhora Francisca Bento da Silva e tem quatro filhos, entre eles Cledinaldo e Marineide. Para entrar em contato com seu Benedito, basta discar os telefones (82) 98884-0147, (82) 99152-1827 e (82) 99835-9890.

SANTO PADROEIRO

VÍDEO: Padre anuncia programação da festa de Dom Bosco em Cajazeiras; festival de música é confirmado

FÓRUM AÇUDE GRANDE

VÍDEO: Grupo entrega documento no MP para fortalecer campanha de revitalização do açude de Cajazeiras

"FICOU DESPREZADA"

VÍDEO: Mulher acusa HRC de negligência no caso da morte de sua irmã após parto; hospital responde

ESTÁ NA CAPITAL DESDE 2015

EXCLUSIVO: Após três anos, lendário padre de Cajazeiras revela o que motivou sua ida para João Pessoa