header top bar

section content

Comemorando o dia dos Direitos Humanos, professor fala sobre os avanços da data no Diversidade em Foco

O professor Eugênio Rolim fez um histórico sobre os Direitos Humanos na origem através da Revolução Francesa enfatizando os direitos a vida, à religião.

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

15/12/2018 às 09h32 • atualizado em 15/12/2018 às 09h33

No programa Diversidade em Foco desta semana, a professora Maria do Carmo conversou com o professor de História, Eugênio Rolim, onde o tema principal foi os Direitos Humanos.

O Dia Internacional dos Direitos Humanos é celebrado anualmente a 10 de dezembro. A data visa homenagear o empenho e dedicação de todos os cidadãos defensores dos direitos humanos e colocar um ponto final a todos os tipos de discriminação, promovendo a igualdade entre todos os cidadãos.

O professor Eugênio Rolim fez um histórico sobre os Direitos Humanos na origem através da Revolução Francesa enfatizando os direitos a vida, à religião.

Direitos Humanos foi o tema do programa Diversidade em Foco dessa semana

Ele foi bastante incisivo no tocante a compreensão dos Direitos Humanos numa visão abrangente uma vez que os mesmos estão para a proteção de todos. Comentou a onda que os avanços feministas acontecem porém ainda precisa uma mudança nas concepções masculinas no sentido de progredir com atitudes e posicionamentos numa visão moderna. Sugeriu o diálogos como o caminho para a aula resolução dos conflitos entre homens e mulheres.

Assista o programa completo acima!

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

DINHEIRO NO BOLSO

VÍDEO: Show e Prêmios Alô da Sorte realiza mais um sorteio mensal da rodada extra; Saiba quem ganhou

PROFESSORES CONTRATADOS

VÍDEO: Após pressão de vereador, prefeitura de Cajazeiras confirma pagamento de salários atrasados

VIOLÊNCIA SEM PARAR

VÍDEO: Jovem é morto com vários tiros e mulher fica ferida após ser vítima de bala perdida em Cajazeiras

TRAGÉDIA

VÍDEO: Comandante da PM lamenta morte de vereador e diz que assassinos são conhecidos no crime